João Pessoa
Feed de Notícias

CPTran, DER e Detran intensificam fiscalização na Semana Santa

quarta-feira, 31 de março de 2010 - 11:14 - Fotos: 
Cerca de 170 homens da Companhia de Trânsito da Polícia Militar (CPTran), do Departamento de Estradas e Rodagem da Paraíba (DER-PB) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) estão nas ruas para intensificar a fiscalização nas principais avenidas de João Pessoa e nas rodovias estaduais.

O esquema especial de segurança montado para a Semana Santa terá duração de cinco dias e prossegue até às 24h do domingo de Páscoa (4). O objetivo é combater a embriaguez ao volante e evitar acidentes. Quase 1.300 bafômetros descartáveis e outros oito etilômetros serão utilizados nas abordagens. Quem for pego dirigindo alcoolizado, terá o carro e a habilitação apreendidos e será conduzido à delegacia para ser autuado com base na Lei Seca.
 
Dirigir embrigado é crime inafiançável e passível de prisão.    
De acordo com Lúcio Ricardo Galvão, chefe de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran-PB, as blitzen irão ocorrer nos períodos matutinos e notunos e não terão horários pré-determinados.

Em parceria com os policiais da CPTran, os agentes ficarão posicionados em pontos estratégicos de João Pessoa. “Faremos as abordagens nas principais vias de acesso dos bairros às praias, como as avenidas Epitácio Pessoa (Expedicionários), Beira Rio, Hilton Souto Maior (Mangabeira) e Sérgio Guerra (Bancários)”, afirma.

No ato da abordagem, as equipes irão verificar as condições do carro, da documentação e do motorista. “Se o condutor apresentar algum sinal de embriaguez será convidado a fazer o teste com o bafômetro descartável. Constatado algum índice de álcool no sangue, ele fará novo exame. Desta vez, no etilômetro.

Se o resultado continuar sendo positivo para o uso do álcool, iremos adotar as providências legais”, explica o chefe de Policiamento do Trânsito. Não há tolerância de consumo do álcool para o motorista. A pena para condutores com até 0,1 mg de álcool por litro de sangue é a suspensão da carteira de habilitação por um ano, além de multa de R$ 955.

Acima de 0,3 mg/ litro de sangue, a punição também inclui a detenção do motorista, que pode variar de seis meses a três anos. “A tolerância é zero. Quem quiser beber, ainda que seja uma taça de vinho, deve ficar em casa ou entregar o carro para outra pessoa dirigir”, acrescenta Lúcio Galvão, destacando que a fiscalizaão será rígida. “A previsão é que o Detran-PB use cerca de mil bafômetros descartáveis nas abordagens”, completa.

Rigor também no trabalho da CPTran. Só a corporação irá empregar cerca de 90 homens na operação, 300 bafômetros descartáveis e quatro etilômetros. “Qualquer carro que apresentar indício suspeito será abordado e vistoriado. Quem for pego dirigindo embriagado, será levado à delegacia. O carro também será apreendido”, adverte o capitão Arilson da Silva Valério, comandante da corporação.
 
Apesar de não citar os locais que serão monitorados, o comandante revela que os policiais farão as barreiras em pontos de grande movimentação, à noite, principalmente próximos a bares e restaurantes.    

Nas estradas

Nas rodovias estaduais, a fiscalização também será intensa. Trechos que dão acesso às praias de Lucena, Costinha e Jacumã, por exemplo, serão alvos de muitas blitzen. Trinta e cinco patrulheiros do DER farão abordagens nas áreas de maior movimentação da PB 008 e PB 025.
 
“Iremos vistoriar as condições da documentação e do carro, mas se percebermos que o condutor apresenta indícios de embriaguez, iremos detê-lo e acionar a CPTran para fazer a prisão e os procedimentos necessários”, acrescenta o diretor de Transportes do DER, Rizonaldo Rodrigues.
 
Essas duas vias costumam ficar muito movimentadas em época de feriados prolongados por serem as que dão acesso às praias dos litorais Norte e Sul. Por este motivo, Rodrigues recomenda precaução na hora de pegar a estrada. “Prudência e consciência ao volante nunca são demais. Estamos no período religioso e os condutores devem fazer uma reflexão e evitar a euforia e a farra ao voltante. Quem for brincar, deve fazer isso de forma consciente e não colocar em risco a vida de outras pessoas. Dessa forma, se evita que essa época da Paixão de Cristo se transforme em lembranças tristes no futuro”, observa.

Recomendações

As dicas são antigas, mas nunca saíram de moda. Antes de sair de casa, os motoristas devem vistoriar as condições elétricas e mecânicas do veículo. Na estrada, a atenção deve ser redobrada na hora das ultrapassagens. O cinto de segurança é um item que não pode ser desprezado. Ele tem que ser usado por todos os ocupantes do carro, inclusive, pelos que estão no banco de trás.

Em caso de chuva, o motorista deve reduzir a velocidade e acender os faróis, mesmo durante o dia. Isso permite que o carro seja visto por outros motoristas e diminua a chance de ocorrer um acidente.
A sinalização é a melhor amiga do condutor na estrada. Dê atenção a ela. Limites de velocidade, trechos em declive, acostamentos, ultrapassagens proibidas e pontos de entroncamento devem ser obedecidos.

“Adotando essas medidas, é possível ter uma viagem mais tranquila e segura e não colocar em risco a própria vida e de outras pessoas”, analisa o diretor do DER.

Nathielle Ferreira, da Secom-PB