João Pessoa
Feed de Notícias

Corrida do Fogo reúne mais de 1.000 participantes em Campina Grande

domingo, 1 de julho de 2012 - 15:31 - Fotos:  Secom-PB

Mais de 1.000 corredores participaram, na manhã deste domingo (1º), da 8ª edição da Corrida do Fogo, promovida pelo 2º Batalhão de Bombeiros Militar de Campina Grande. O comandante geral do Corpo de Bombeiros da Paraíba, coronel Jair Carneiro de Barros, e o vice-governador Rômulo Gouveia deram a largada da corrida. Antes, foi inaugurado o Paredão de Escalada do 2º BBM.

Este ano, a corrida contou com dois percursos, o tradicional de 10 km e o de 5 km e com 18 categorias. A categoria geral masculino teve com vencedor Gilmar de Oliveira Silva, da cidade de Garanhuns (PE); a geral feminino foi vencida pela velocista Ednalva Laureano da Silva, a paraibana “Pretinha”, que se sagrou hexacampeã da Corrida do Fogo. O cadeirante Gilvan Andrade de Lima, 41 anos, de João Pessoa, fez o percurso de 10 km em 54’34”.

No percurso de 5k, Liliane Gurski Navarro foi a primeira colocada, e Vanessa Atanásio (11 anos), integrante da Equipe de Pretinha, da cidade de Alagoa Nova, foi a terceira colocada.

A Corrida do Fogo foi inspirada quando da realização da Marcha dos Bombeiros do Rio de Janeiro até Brasília, nos anos 60. Foram 1.500 quilômetros com duração de 25 dias. Hoje a corrida antecede as comemorações do Dia Nacional do Bombeiro (2 de julho) e faz parte dos festejos juninos de Campina Grande.

Equipes – Além dos corredores de elite, a corrida conta com a participação de atletas de fim de semana, de crianças, jovens, adultos e idosos.

Os militares foram distribuídos nas seguintes categorias: Masculino – Militar Geral; Bombeiro Militar Geral; 2º BBM até 35 anos; 2º BBM de 36 anos acima. Feminino – Militar Geral e Bombeiro Militar Geral.

De acordo com o major Sabrina, este ano mais de 100 bombeiros da Capital participaram da corrida, além dos representantes de Guarabira, Patos, Sousa e Cajazeiras. Dezenove alunos do Curso de Operação de Busca e Resgate em área de Caatinga correram nesta manhã.

Participaram ainda da corrida integrantes da Guarda Florestal, da Associação de Corredores de Rua de Campina Grande, Corredores do Futuro e 40 integrantes do Projeto Gol 10 do Corpo de Bombeiros.

A classificação geral da Corrida do Fogo pode ser conferida no site 2º Batalhão de Bombeiro Militar de Campina Grande, www.bombeirosdaborborema.com.br.

Organização – O professor do curso de Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), José Luiz Ferreira, parabenizou o 2º Batalhão de Bombeiros Militar pela organização do evento. Ele é integrante da Associação dos Corredores de Rua de Campina Grande (Ascorc) e coordenador da equipe de arbitragem da Corrida do Fogo desde a sua primeira edição, em 2005.

De acordo com José Luiz, a corrida chama a atenção pela qualidade dos atletas, pelo número de participantes e organização. “Ela foi se consolidando ano a ano e hoje podemos afirmar que é a maior e melhor do Estado e que atrai esportistas de todo o Nordeste”, disse, acrescentando que a corrida além, de ser organizada, conta com o maior número de categorias. “São 18, sendo 10 categorias no masculino e oito no feminino, além da meninada que participa pelo prazer do esporte. Com o novo percurso de 5 km, a corrida se fortaleceu e mostrou a desenvoltura de uma pequena corredora da cidade de Alagoa Nova, que aos 11 anos ficou na terceira colocação”.

Segundo o coronel Jair Carneiro de Barros, a Corrida do Fogo é sempre uma festa de integração, que reúne no 2º BBM a sociedade e os bombeiros. “A população não tem receio de participar desse evento esportivo já consolidado na cidade e cada edição aumenta o número de participantes”.

Paredão de escalada – Antes da largada da 8º Corrida do Fogo, o vice-governador Rômulo Gouveia inaugurou o Paredão de Escalada do 2º Batalhão de Bombeiros Militar, ao lado do comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro de Barros, e o comandante do 2º BBM, major Fábio Santos.

O coronel Jair Carneiro de Barros destacou a importância do Paredão de Escalada, como sendo mais um equipamento para o treinamento dos bombeiros em salvamento de altura. “O paredão, além de servir para o treinamento físico dos integrantes da tropa, serve de abertura do quartel para a sociedade fazer uso do local”.