João Pessoa
Feed de Notícias

Corpo de Bombeiros realiza 139 atendimentos na Romaria da Penha

segunda-feira, 28 de novembro de 2016 - 10:51 - Fotos:  Secom-PB

A procissão de Nossa Senhora da Penha, que aconteceu neste sábado (26) e domingo (27) na Capital, contou com 139 ações do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB).  A maioria delas foi de natureza preventiva (79), o que evitou a ocorrência de casos graves. No total, 141 bombeiros, apoiados por 26 viaturas, trabalharam por todo o percurso de 14 quilômetros da romaria.

Conforme o comandante da operação, tenente coronel Lucas Severiano, entre as ações preventivas teve destaque a apreensão de 30 botijões de GLP (o Gás de Cozinha), que estavam em situação irregular em carrinhos de alimentação.  Também houve a vistoria em 12 trios elétricos, a distribuição de 20 pulseiras de identificação para crianças e a prestação de 17 informações ao público.

Dentro dos atendimentos, foram 29 primeiros socorros realizados no decorrer do percurso e 26 no Posto Médico do Corpo de Bombeiros montado próximo ao palco principal, na Penha; além de uma ocorrência não classificada. Segundo o oficial que comandou a operação, tenente coronel Lucas, os casos atendidos foram os que geralmente ocorrem na procissão: pressão alta, cansaço, queda e mal súbito.

“Os picos de ocorrências foram na concentração e na dispersão da romaria. Durante a caminhada praticamente não houve necessidade de intervenção dos bombeiros para realizar primeiros-socorros”, comentou, ao acrescentar que não foi registrado caso de incêndio. O comandante geral do CBMPB, coronel Jair Carneiro de Barros, também participou da operação da romaria, acompanhando in loco o trabalho da corporação.

O plano – O esquema preventivo do Corpo de Bombeiros na Romaria da Penha contou com a distribuição de efetivo e viaturas de modalidades diversas em pontos estratégicos ao longo do percurso. Entre as guarnições empregadas estavam as de combate a incêndio, busca e salvamento, atendimento pré-hospitalar; além de uma embarcação para a prevenção a afogamentos na orla da Penha. Também foram instaladas sete tendas ao longo do percurso para atendimento da população, bem como apoio para o efetivo empregado.