Fale Conosco

18 de dezembro de 2015

Corpo de Bombeiros lança cartilha de prevenção de acidentes



Informar o cidadão sobre medidas simples que evitam pequenos e grandes acidentes é uma das missões do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB). Por isso, a corporação elaborou uma cartilha de prevenção de acidentes inédita no Estado, que engloba temas que vão desde ocorrências que acontecem em residências quanto em lugares de uso coletivo. O objetivo é reduzir os índices de incidentes em toda a Paraíba, oferecendo um material de consulta rápida e em linguagem simples para o cidadão comum.

A cartilha está disponível gratuitamente no site do Corpo de Bombeiros, no endereço bombeiros.pb.gov.br. Conforme o chefe da seção de Relações Públicas do CBMPB e um dos idealizadores do material, major Tiago Aragão, a ideia também surgiu a partir da necessidade observada de padronizar as orientações preventivas passadas ao público. Dessa forma, a cartilha já está sendo usada em todas as unidades do Corpo de Bombeiros, a fim de orientar o trabalho informativo dos militares bem como prover um material completo e fácil para a população.

Segundo ele, o livreto possui um índice vasto de temas, de forma a atender dúvidas dos cidadãos sobre como agir para não provocar incidentes e também o que fazer quando ele é iminente ou já aconteceu. A primeira parte é composta por dicas para evitar problemas com animais peçonhentos e quais os primeiros socorros a serem realizados em caso de picada. Também há orientações sobre como evitar acidentes com eletricidade, em elevadores, com botijão de gás, fogos de artifício e incêndios de forma geral.

A cartilha também traz orientações sobre a prevenção de afogamentos, enchentes, acidentes no trânsito, queimaduras, entre outros temas. Uma boa parte também é dedicada para informar ao cidadão sobre como agir em caso de crise convulsiva, engasgamentos (inclusive de bebês) e queimaduras.

“Acreditamos que esse material vai ajudar as pessoas a serem mais cuidadosas em sua própria casa e também a não se desesperar quando um problema acontecer. Lembrando sempre que, em caso de acidentes mais graves, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado, através do 193”, completou o major Tiago Aragão.