João Pessoa
Feed de Notícias

Corpo de Bombeiros inspeciona barracas que vendem fogos de artifício

quarta-feira, 6 de junho de 2012 - 16:28 - Fotos:  Kleide Teixeira/Secom-PB

Foto: Kleide Teixeira/Secom-PB

O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba realizou na manhã desta quarta-feira (6), em João Pessoa, inspeção nas 21 barracas que comercializam fogos de artifícios na área próxima ao estádio O Almeidão, no bairro do Cristo, reservada a este tipo de comércio. Na inspeção, os bombeiros verificam os extintores de incêndio, a separação dos fogos nas classes A e B (infantil) e classes C e D (fogos para adultos).

A fiscalização ocorre sempre no mês de junho por conta dos festejos juninos e, caso estejam cumprindo as normas de segurança, os comerciantes recebem o alvará. Após a vistoria, os vendedores de fogos de artifício devem se dirigir ao quartel do Corpo de Bombeiros para receber a certificação com validade de um ano.

O major BM Lins, relações públicas do Corpo de Bombeiros, recomenda que as pessoas comprem fogos em comércio regularizado e leiam as instruções dos fabricantes que estão disponíveis nas embalagens. Outra orientação é que os fogos não devem ser utilizados em áreas de postos de combustíveis, próximo a veículos.

O capitão BM Marcone coordenou a fiscalização das barracas de fogos nesta quarta-feira.  Ele explicou que a distância mínima entre as barracas é de oito metros e que os fogos não podem ser vendidos a menor de idade. As barracas devem ter área de 30 metros quadrados, segundo as normas de segurança.

As equipes do Corpo de Bombeiros retornarão às barracas, provavelmente na próxima semana, com equipes do Ministério Público Estadual e da Prefeitura de João Pessoa. Em casos de emergência, o Corpo de Bombeiros atende pelo telefone 193.

Foto: Kleide Teixeira/Secom-PB

O presidente da Associação dos Comerciantes de Fogos de Artifícios de João Pessoa, Vamberto Bezerra França, afirmou que todos os 21 comerciantes do pátio do estádio O Almeidão são cadastrados no Corpo de Bombeiros, Prefeitura e Ministério Público. Segundo ele, a fiscalização do Corpo de Bombeiros é absolutamente necessária, porque visa a segurança de vendedores e clientes. “A inspeção é muito importante para atualizar informações relacionadas às medidas de segurança, como o manuseio e o local correto do extintor, instalação elétrica, evitar acúmulo de lixo e evitar acumular muitos fogos nas barracas. Tudo organizado para não ter problema, porque a segurança deve estar em primeiro lugar”, afirmou Vamberto, que há mais de 30 anos vende fogos, ramo que herdou do pai.

A comerciante Creuza Toledo também herdou do seu pai o comércio de fogos. Ela reconhece a necessidade da inspeção feita pelos bombeiros. “Eu acho muito importante, porque orienta e tranquiliza a gente. Estamos aqui para obedecer todas as normas de segurança para nosso bem e da população”, disse.

Os fogos são fornecidos aos comerciantes por fabricantes da Paraíba, do Recife e de Minas Gerais. Minas fabrica os fogos mais sofisticados, como as girândolas.

Foto: Kleide Teixeira/Secom-PB

As equipes do Corpo de Bombeiros estão distribuindo, com os vendedores de fogos de artifícios, material impresso com algumas dicas de prevenção de acidentes. Entre as recomendações estão:

- Nunca pule fogueiras

- Não faça fogueira embaixo de fiação elétrica

- Não jogue álcool ou similar na fogueira acesa

- Fogos de artifício só com adultos olhando

- No caso de queimadura, colocar somente água limpa

- Não permitir a utilização de fogos por crianças abaixo de 12 anos

- Manter um pouco de água por perto para emergências e para derramar sobre fogos de artifício que não se apagam

- Caso o produto falhe, não tentar reutilizá-lo

- Não soltar fogos em ambientes fechados, nem próximo às redes de eletricidades

- Não soltar foguetes ou bombas dentro de canos, caixas de esgoto, recipientes de vidro e afins