João Pessoa
Feed de Notícias

Corpo de Bombeiros encerra projeto esportivo para crianças da capital

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012 - 18:00 - Fotos: 

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado da Paraíba vem desenvolvendo em João Pessoa vários projetos que visam aproximar a instituição da população paraibana, sobretudo as menos favorecidas. Alguns projetos estão sendo desenvolvidos e  direcionados ao público infanto-juvenil com a finalidade de levar uma alternativa que lhes permita reintegrar-se a sociedade. O objetivo é promover a conscientização como forma de prevenção, destacando  a importância de se evitar o envolvimento em situações de violência e drogas.

Nesta sexta-feira (21) foi realizado a final da 1ª mini Copa do Projeto Bombeiro Gol 10 que reuniu quatro equipes divididas em três categorias: sub 13, 15 e 17 anos. Equipes participantes: Bombeiro Gol 10, seleção do Bairro (Bicó), Bola na Rede (Muna), Jardim Planalto (Marquinhos). As escolinhas campeãs por categoria foram Jardim Planalto na categoria Sub 13; Bombeiro Gol 10 na categoria Sub 15, e Bola na Rede na categoria Sub 17.

O Projeto Bombeiro Gol 10 tem como objetivo utilizar o esporte, como expressão de cultura, enfatizando as inclusões sociais, traduzidas como um fator de desenvolvimento e transformação humana, no caso, das crianças, gerando mais saúde, mais equilíbrio, e principalmente um importante instrumento para capacitar pessoas a ingressarem construtivamente na sociedade.

De acordo com o coordenador do projeto, capitão Charlton Ribeiro Santana, as atividades esportivas e sociais dá oportunidade para ampliar o atendimento da demanda sócio-esportiva do país, do estado e a comunidades circunvizinhas. O projeto é desenvolvido na Capital e pelos batalhões no interior do Estado. Esta política social lembra o coordenador, corrobora com a nova dinâmica de educação física Departamento de Educação Física e Desportos do Corpo de Bombeiros.

Podem participar do Projeto Gol 10 as crianças, adolescentes e jovens na faixa etária dos 9 aos 17 anos,com prioridade a população que mora nas redondezas das unidades do CBMPB e filhos dos bombeiros militares.  Os participantes devem estar devidamente matriculados em escolas da rede pública de ensino, com atestado médico, assiduidade e com bom rendimento escolar.