Fale Conosco

21 de fevereiro de 2018

Corpo de Bombeiros avalia resultados da ‘Operação Carnaval 2018’



27971754 1300031796792385 859362361025470623 n 270x202 - Corpo de Bombeiros avalia resultados da ‘Operação Carnaval 2018’Durante a Operação Carnaval 2018 que teve início no sábado (10) até as 7h da quarta-feira de cinzas (14), o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) realizou intervenções que resultaram em atendimentos de emergência ou ações de prevenção em todo o território paraibano.

Com relação aos atendimentos preventivos – que se referem à distribuição de pulseiras de identificação e folders, informações e advertências ao público, fiscalizações, pontos bases – foi registrado um aumento em 60%, com 15.160 ações desenvolvidas nesta edição da operação, contra 9.439 realizadas no ano passado. Os números são justificados pela intensificação na entrega de material informativo através das blitzen preventivas que foram realizadas em alguns pontos estratégicos, a exemplo da saída para o município do Conde, Catolé do Rocha, Patos, Guarabira, entre outros.

No geral, o balanço registrou 21.089 intervenções do Corpo de Bombeiros no período, sendo 111 atendimentos pré-hospitalares, 33 socorros em acidentes automobilísticos, 34 combates a incêndios, 50 buscas e salvamentos, 23 outras ocorrências não classificadas, além da prevenção já mencionada e dos 138 pontos base realizados ao longo do território paraibano.

No trabalho aquático, tanto em açudes quanto no litoral do Estado, os bombeiros atenderam a 381 casos de acidentes com animais marinhos (a exemplo de caravelas e águas-vivas), realizaram a guarda de 28 crianças que se perderam dos pais, 56 resgates aquáticos (salvando vidas que estavam em situação de iminente afogamento) e seis buscas a cadáveres. A operação contabilizou ainda cinco casos de afogamentos sem óbito e dois com óbito, sendo um em Barra de Gramame e outro em Barra de Camaratuba.

“O empenho dos militares nas ações desenvolvidas contribuiu para que o planejado fosse cumprido com louvor, tanto as ações preventivas quanto pontuais.”, avaliou o comandante geral da corporação, coronel Jair Carneiro de Barros, que acompanhou de perto os trabalhos dos guarda-vidas no Litoral Sul.

O subcomandante geral do CBMPB, coronel Dênis da Silva Nery, acrescentou que “o diferencial este ano foi o entrosamento entre os comandos regionais, repassando informações e o andamento das ocorrências durante todos os dias de Carnaval”.

A Operação Carnaval 2018, que teve início no sábado (10) e encerrou na manhã da quarta-feira de cinzas (14), empregou diariamente cerca de 230 militares extras e ativou 41 postos de guarda-vidas ao longo do litoral paraibano, realizou também um trabalho preventivo específico em diversos eventos religiosos que aconteceram em Campina Grande, além das blitzen realizadas da Capital ao Sertão.