Fale Conosco

17 de julho de 2012

Cooperar libera R$ 1,5 milhão em convênios para mineração



ricardo reuniao com mineradores foto jose marques (2) Foto: José Marques/Secom-PB

O Governo do Estado, por meio do projeto Cooperar, está liberando mais de R$ 1, 5 milhão para projetos produtivos de apoio a seis cooperativas de mineração nos municípios de Frei Martinho, Nova Palmeira, Várzea, Junco do Seridó, Picuí e Pedra Lavrada.  Os convênios foram assinados na tarde desta terça-feira (17) e começam a ser liberados para as contas das cooperativas a partir de sexta-feira (20).

No início da tarde, o governador Ricardo Coutinho recebeu, na Granja Santana, representantes das cooperativas de mineração Cooperjunco (Junco do Seridó), Coopermineral (Frei Martinho), Coomipel (Pedra Lavrada), Coogarimpo (Nova Palmeira), Coopicuí, os prefeitos de Picuí, Buba Germano, e de Junco do Seridó, Branco, além do gestor do Cooperar na Paraíba, Roberto Vital, e do secretário chefe da Controladoria Geral do Estado, Luzemar Martins.

Durante a reunião, o governador comunicou que, após dois meses de tramitação, o Banco Mundial autorizou o financiamento para apoio à mineração, o que é algo inédito dentro da instituição, que tem forte tradição no apoio a atividades rurais.

Ricardo destacou que o setor da mineração é estratégico e que a gestão tem apoiado os mineradores com recursos do Cooperar e do Empreender, que são fundamentais para o desenvolvimento da região do Curimataú e do Seridó e o aumento da renda de mais de 300 famílias beneficiadas.

 

Um dos convênios assinados foi entre o projeto Cooperar e a cooperativa Coopermineral no valor de R$ 236.742,42, que irá beneficiar 35 garimpeiros de Frei Martinho. O Cooperar também está financiado a Coogarimpo, em Nova Palmeira, beneficiada com R$ 284.323,27; a Cooperjunco com R$ 304.852,30; a Coopicuí com R$ 239.600,00 e a Coomipel (Pedra Lavrada) com R$ 203.349,75.

 

A cooperativa de Várzea, que conta com 79 cooperados, já recebeu parte dos recursos do convênio de R$ 254.387,50, aplicados na compra de equipamentos para melhorar a produção do minério. Para o gestor do Cooperar, Roberto Vital, com a assinatura dos projetos os recursos devem começar a ser liberados no final desta semana.

 

O presidente da Coomipel, Jucimar Antônio de Oliveria, comemorou a aprovação do convênio para a compra de equipamentos como compressor e a recuperação da usina. “Os R$ 490 mil do Empreender, e com esse apoio do Cooperar, vamos nos fortalecer com o aumento da produção e a agregação de valor ao nosso produto que vinha sendo vendido a um preço muito baixo”.

 

O garimpeiro afirmou que é a primeira vez que o Governo do Estado prioriza os mineradores através de políticas públicas e esse apoio possibilitará que a tonelada, que vinha sendo comercializada a R$ 77,00, seja vendida por mais de R$ 300. Segundo ele, outro ponto positivo com os equipamentos novos será o aumento da produção de 600 toneladas mês para mais de uma mil toneladas. “Isso representa mais dinheiro para os cooperados de Pedra Lavrada, porque estaremos produzindo mais e melhor”, completou.