João Pessoa
Feed de Notícias

Cooperar fecha ciclo de audiências com participação expressiva nas quatro mesorregiões da Paraíba

sexta-feira, 17 de abril de 2015 - 18:05 - Fotos: 

Mais de 200 pessoas, representantes de Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), secretários municipais, presidentes de associações de produtores rurais, entre outros, participaram de audiências públicas na última semana em João Pessoa, Areia, Campina Grande e Patos, organizadas pelo Projeto Cooperar, a fim de apresentar o Manual de Procedimentos Ambientais com as novas regras de proteção ao meio ambiente que deverão ser seguidas pelos próximos projetos a serem implantados no Projeto PB Rural Sustentável, previsto para ser executado ainda este ano.

De acordo com o engenheiro ambiental e consultor Pedro Rogério Rocha, agora a equipe técnica retorna os trabalhos de desenvolvimento dos manuais para incorporar as sugestões das audiências, como a inclusão de um programa de capacitação para utilização de fertilizantes naturais, e para adequar as novas contribuições dos consultores do Banco Mundial. “O documento deve ser concluído ainda esse mês e avaliado pela missão do Bird que o Cooperar receberá no final de maio deste ano, para a partir daí ser disponibilizado para todos”, adiantou.

O gestor do Projeto Cooperar, Roberto Vital, destacou que a finalidade do marco socioambiental, como o próprio nome sugere, será a referência para a atuação de todos os agentes envolvidos no processo de implementação do PB Rural Sustentável. Para isso, paralelamente à sua elaboração contratada junto à Fundação de Apoio ao IFPB (Funetec-PB), o Cooperar está formalizando parcerias com os Centros de Pesquisas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), universidades e institutos tecnológicos.

“Essas parcerias visam à aplicação massiva de tecnologias de redução de vulnerabilidade agroclimática nos primeiros 100 municípios, onde a situação, cientificamente comprovada, esteja mais crítica”, lembrou Roberto Vital.