Fale Conosco

24 de outubro de 2012

Cooperar e Banco Mundial visitam Sertão e aprovam resultados obtidos neste ano



O Projeto Cooperar e o Banco Mundial iniciam nesta quinta-feira (25), no sertão paraibano, uma série de visitas às comunidades rurais que fazem parte do Projeto de Redução da Pobreza Rural, desenvolvido pelo Governo do Estado em parceria com a instituição. As visitas começam pelo município de Santa Luzia, conforme planejamento traçado nesta quarta-feira (24), na sede do Projeto, em Cabedelo, numa reunião que também serviu para avaliação dos principais resultados obtidos neste ano. Além do gestor do Cooperar, Roberto Vital, e outros representantes do Projeto, participou da reunião, o gerente de supervisão do convênio do Banco Mundial, Eduardo Bresnyan.

“Estamos muito satisfeitos com os resultados apresentados pelo Cooperar até agora e acreditamos que a parceria pode continuar”, revelou Eduardo Bresnyan. Ele se refere ao desempenho do Projeto nos últimos 15 meses, com mais de R$ 42 milhões liberados para financiamentos, 403 projetos aprovados em 141 municípios beneficiando 25 mil famílias.

“Em Santa Luzia, vamos verificar o andamento dos subprojetos de caprinocultura; já na sexta-feira (26) estaremos em Santa Helena e São João do Rio do Peixe, onde existem subprojetos de apicultura e produção de arroz”, explicou Roberto Vital.

De acordo com a programação, a sexta-feira (26) também vai ser de visita a um subprojeto de aproveitamento de resíduos sólidos recicláveis, em Bonito de Santa-Fé. No sábado, a comissão visita a comunidade Cacimba Nova, em Conceição, onde está sendo implantado um projeto de irrigação para produção agroecológica, acrescentou o gestor do Cooperar.

Segundo Roberto Vital, a presença do gerente de supervisão do convênio do Banco Mundial serviu para comprovar o bom andamento da parceria. “O atual contrato com o Banco vai até fevereiro e nessas reuniões repassamos os números dos investimentos e famílias beneficiadas, para que, assim, um novo contrato possa ser fechado”, afirmou.