Fale Conosco

18 de junho de 2013

Cooperar capacita agricultores de Mamanguape com orientação sobre melhorias no campo



Discutir com os beneficiários da Associação Comunitária Rural de Itapecerica, em Mamanguape, formas de dinamizar e administrar melhor a produção de culturas, principalmente hortaliças. Este é o objetivo de uma capacitação promovida pelo Governo do Estado, por meio do Projeto Cooperar, a partir desta quarta-feira (19).

O curso, realizado em dois dias, faz parte do calendário de atividades do Cooperar para o mês de junho e beneficia, pelo menos, nove famílias de agricultores, que plantam coentro, pimentão, alface, quiabo e outras hortaliças, além de feijão e milho. “Mesmo com a seca, conseguimos criar formas alternativas para continuar produzindo, buscando água em açudes próximos que ainda mantinham reserva”, disse Edilma Celestino Silva, presidente da Associação.

Ela diz que, com informação e experiências compartilhadas no curso, os agricultores podem se preparar ainda melhor para os tempos de crise. “Se conseguimos driblar a estiagem e amenizar os prejuízos este ano, imagine quando colocarmos em prática o que vamos aprender neste curso”, observou.

A capacitação destaca o uso do método Itog, uma forma de gestão que leva em consideração o Investimento, a Tecnologia, a Organização e o Gerenciamento, como forma de contribuir com a discussão e a implementação dos subprojetos financiados no Estado, explicou o gestor do Projeto Cooperar, Roberto Vital. Segundo ele, a metodologia vem sendo aplicada em várias associações do Estado, sempre com êxito.

Outros cursos – Na próxima semana, será a vez dos agricultores de Serra Redonda receberem a capacitação do método Itog. O curso vai beneficiar os trabalhadores rurais da Associação da Comunidade Negra de Caiana dos Matias. Cerca de 30 famílias serão atendidas diretamente com o conhecimento repassado pelo Governo.