Fale Conosco

26 de maio de 2015

Consumo de alimentos gordurosos prejudica doação de sangue



Os doadores de sangue são orientados a fazer consumo de alimentos pouco gordurosos horas antes da doação, mas ainda assim, a lipemia, que é a alta presença de gordura no sangue, é responsável pela reprovação de sangue nos hemocentros. No Hemocentro Regional de Campina Grande, no mês de abril, a gordura presente em alta quantidade provocou o descarte de 321 bolsas de plasma, que é um dos componentes retirados do sangue. Esse número corresponde a 17,1% do total de doações, que foi de 1.868 no mês passado.

O plasma é um dos hemocomponentes retirados do sangue total que é coletado dos doadores e depois de passar por um processo físico, pode ser congelado e utilizado até dois anos depois. É indicado para distúrbios de coagulação e por isso, o plasma fresco congelado é recolhido pelo Hemobrás para produzir, através de um processo químico, os fatores utilizados pelos pacientes hemofílicos. Também é utilizado para reposição de proteínas ou para o tratamento de queimaduras extensas e mais graves, quando acontece a perda imediata do plasma na superfície da pele queimada.

Por causa da lipemia, outros componentes do sangue também são inutilizados, mas em quantidades menores. Por causa da gordura no sangue, a orientação é que pelo menos duas horas antes de doar sangue, as pessoas evitem a ingestão de alimentos gordurosos, como frituras, ovos, massas, maioneses, sorvetes e chocolates. De acordo com a bioquímica que coordena o Setor de Fracionamento do Hemocentro Regional de Campina Grande, Vilma Jeane de Oliveira, nas doações feitas após o horário de almoço, é mais comum aparecer o plasma lipêmico devido à alimentação rica em gordura consumida pelos doadores.

A diretora geral do Hemocentro Regional de Campina Grande, Marisa Agra, chama a atenção dos doadores para que eles procurem fazer uma dieta balanceada não somente nos dias em que forem ao Hemocentro, mas se puderem, adotem essa prática como rotina, o que será benéfico para a sua saúde. O organismo necessita de gordura, mas quando ela existe em excesso, pode se acumular nas veias, formando placas que levam ao entupimento e provocando infarto, derrame e morte súbita.