Fale Conosco

16 de junho de 2015

Consultora do MDS visita a Paraíba para acompanhar trabalho do PAA estadual



Chega à Paraíba, nesta quarta-feira (17), a consultora do Ministério Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e da FAO, Aline Martins, para acompanhar e avaliar os trabalhos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), executados pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB), integrante da Gestão Unificada Emater/Emepa/Interpa, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca (Sedap).

A programação da visita técnica inclui três dias de reuniões, palestras e visitas às comunidades beneficiárias. A primeira reunião, com a participação da equipe gestora e executora do PAA, acontece a partir das 14h, desta quarta-feira (17), na sede do Instituto de Terras e Planejamento Agrícola do Estado (Interpa). Participam do encontro técnicos do Consea, dos Conselhos Municipais do Desenvolvimento Rural Sustentável (Cmdrs) e do Conselho de Ação Social (Cas).

A primeira visita, na manhã da quinta-feira (18), ocorrerá em Pitimbu, no Assentamento Nova Vida. Na ocasião, haverá debates acerca de como está sendo realizada a participação dos agricultores fornecedores ao PAA. À tarde, será visitada a comunidade Quilombola de Mituaçu, no município do Conde. O encerramento, com o mesmo objetivo, ocorrerá em Baía da Traição, na comunidade indígena Camaru, onde se reunirão fornecedores indígenas, entidades recebedoras e comitês gestores de Baía da Traição, Marcação e Rio Tinto.

De acordo com o coordenador do PAA na Emater, Flávio Muller Borghezan, a empresa, além de executar o programa no Estado, é responsável pela identificação dos agricultores fornecedores, pelo assessoramento à produção e comercialização e pela emissão de notas fiscais. Ele informou que, neste ano, o PAA estadual na modalidade doação simultânea deverá atender milhares de pessoas das 476 entidades beneficiárias dentre elas, escolas, creches, abrigos de idosos e associações diversas. Ao todo, são 1.854 agricultores familiares fornecedores, distribuídos em 72 municípios paraibanos.