Fale Conosco

11 de maio de 2009

Conselheiros discutem a reativação da Noite da Cultura



Os meios culturais da Paraíba começam a vislumbrar novos tempos com a posse dos integrantes do Conselho de Cultura do Estado, ocorrida na tarde desta segunda-feira (11), em solenidade na Fundação Casa de José Américo, quando se discutiu a possibilidade da reativação da Noite da Cultura e da Coleção Biblioteca Paraibana. O anúncio foi feito pelo secretário da Educação e Cultura, professor Sales Gaudêncio, após presidir o ato que teve a participação de novos integrantes nomeados recentemente pelo governador José Maranhão.

Sobre a Noite da Cultura, que terá a publicação de uma revista contendo todos os eventos culturais ocorridos durante o ano, o secretário Sales Gaudêncio disse que era uma forma do governo prestar contas de suas atividades neste setor. “Ou seja, para mostrar o que efetivamente o Conselho de Cultura contribuiu na política cultural ou nas políticas públicas da cultura na Paraíba”, comentou.

Durante a primeira reunião do Conselho de Cultura, seus membros já discutiram a retomada da Biblioteca Paraibana, que vinha sendo publicada até o ano de 2002 e sem nenhuma explicação deixou de editar livros de autores paraibanos que abordem e venham consolidar o resultado das pesquisas das diversas áreas do conhecimento.

Tomaram posse como membros do Conselho de Cultura os seguintes conselheiros: Ângela Bezerra de Castro, Flávio Tavares (subsecretário de Cultura), Carlos Pereira de Carvalho, Carmen de Lourdes de Araujo Teixeira, Damião Ramos Cavalcanti (presidente do Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico do Estado da Paraíba), Evandro Dantas da Nóbrega, José Mota Victor, Juarez Farias (presidente da Academia Paraibana de Letras),  Letícia Maia Pinto Ferreira, Balila Palmeira (presidente da Academia Paraibana de Poesia), Maria de Lurdes Nunes Ramalho, Maria Valquíria Farias Patrício,  Mauricio Navarro Burity (presidente da Fundação Espaço Cultural), Otavio Sintônio Pinto, Severino Ramos Pedro da Silva e Wellington Hermes Vasconcelos de Aguiar.