João Pessoa
Feed de Notícias

Conferências sobre Segurança Alimentar e Nutricional acontecem em João Pessoa

quarta-feira, 8 de julho de 2015 - 18:27 - Fotos:  Alberto Machado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Humano (Sedh) e da Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Nutricional e Economia Solidária (Sesaes), realizou duas conferências do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) durante os dias 6 e 7 de julho, em João Pessoa. O tema foi “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar”, abrindo espaço para fortalecer discussões acerca do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.

A Conferência Temática Étnico-racial contou com a participação de 130 pessoas de onze municípios, enquanto a Conferência Regional do Litoral reuniu 150 representantes. A conferência temática abrangeu uma gama de segmentos, como o movimento LGBT, povos de terreiros, quilombolas, povos indígenas, comunidades ciganas, catadores de lixo, estudantes universitários, dentre outros. Já a conferência regional contou com a presença de conselheiros, estudantes universitários, agricultores, gestores municipais, e o movimento negro.

As conferências regionais, que vêm acontecendo desde abril, já aconteceram no Agreste, Médio Sertão, Curimataú, Alto Sertão e no Litoral, restando apenas o Brejo, realizada em Guarabira. Após a etapa regional, será realizada uma conferência estadual, em agosto, e outra em nível nacional, em Brasília. Para a vice-presidente do Consea, a sacerdotisa de matriz africana Mãe Renilda, a conferência foi de suma importância para avançar nos debates acerca da segurança alimentar. “Discutimos políticas públicas de inclusão para inúmeros segmentos e aprovamos, através da construção dos grupos, propostas para melhoria de todo esse povo que ainda está em situação de vulnerabilidade”, explicou.

O presidente do Consea, Arimatéia França, considera que as conferências são um processo de aprendizagem. “As pessoas estão interessadas em debater e construir propostas para tentar minimizar essa questão da insegurança alimentar e garantir uma boa alimentação”, afirmou.