Fale Conosco

10 de outubro de 2017

Conferência Estadual de Vigilância em Saúde é aberta e discute propostas de melhorias do SUS



ses conferencia estadual de vigilancia em saude no espaco cultural foto ricardo puppe (9)A Conferência Estadual de Vigilância em Saúde foi aberta oficialmente nesta terça-feira (10), no Teatro Paulo Pontes, Espaço Cultural, na capital, com a presença de várias autoridades nacionais, estaduais, municipais, gestores, trabalhadores de saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O evento está sendo realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), junto com o Conselho Estadual de Saúde (CES), e ocorre até esta quarta-feira (11). Após a abertura oficial pela manhã, foram realizados os trabalhos em grupo e às 17h, o lançamento do livro “Gestão do SUS na Paraíba”.

O objetivo da Conferência é discutir as 2.280 propostas elaboradas durante as 57 conferências municipais, regionais ou de consórcio, que envolveram 1.710 pessoas e 216 municípios (98,86% dos municípios paraibanos), para propor a consolidação da Política Nacional de Vigilância em Saúde.

ses conferencia estadual de vigilancia em saude no espaco cultural foto ricardo puppe (6)“Quero deixar registrado o esforço do Governo do Estado em realizar esta Conferência num momento em que o cenário é de total adversidade política e econômica. Mas o empenho vem por compreender que o evento será um importante espaço de discussão para a construção de melhorias do SUS”, disse a secretária de Estado da Saúde, Claudia Veras.

“Todos os agravos de saúde precisam de vigilância. Daí a importância de se realizar um evento desta magnitude, envolvendo todos os municípios paraibanos”, declarou o presidente do Conselho Estadual, Eduardo Cunha.

ses conferencia estadual de vigilancia em saude no espaco cultural foto ricardo puppe (10)Das 2.280 propostas, serão elencadas 12 e eleitos 36 delegados para a Conferência Nacional, que será no período de 28 de novembro a 1º de dezembro, em Brasília. Dos 36 delegados, 18 são usuários do Sistema Único de Saúde (Sus); nove são trabalhadores de saúde e nove são gestores e prestadores de serviços.

Iber Câmara representou os usuários durante a solenidade de abertura. “A nossa expectativa é que aqui sejam discutidas políticas que venham ampliar ainda mais o nosso SUS”, falou.

O tema central das Conferências é “Vigilância em saúde: direito, conquista e defesa de um SUS público de qualidade”, tendo como eixo principal “Política Nacional de Vigilância em Saúde e o fortalecimento do SUS como direito à proteção e promoção a saúde do povo brasileiro”.

Logo após a abertura oficial, foram realizadas três mesas redondas: “Vigilância em Saúde: direito, conquista e defesa de um SUS público de qualidade”, com Dr. Pedro Ivo Sebba, da Anvisa;  “O olhar da Vigilância em Saúde para nortear as ações da Atenção em Saúde”, com a Dra. Jória Viana Guerreiro – Professora do Departamento de Promoção a Saúde, da UFPB e “Vigilância em Saúde na Paraíba – Avanços e Desafios”, com a secretária Claudia Veras.

Nesta quarta-feira (11), terá a plenária final e a escolha dos delegados.