João Pessoa
Feed de Notícias

Conferência Estadual de Saúde é oficialmente aberta no Espaço Cultural

quarta-feira, 16 de setembro de 2015 - 11:58 - Fotos:  Ricardo Puppe

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), abriu oficialmente a 8ª Conferência Estadual de Saúde, na noite dessa terça-feira (15), no Teatro Paulo Pontes, no Espaço Cultural, em João Pessoa. Com o tema “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas”, a Conferência acontece até esta quinta-feira (17), com a participação de representantes dos 223 municípios paraibanos para discutir melhorias para o Sistema Único de Saúde (SUS).

“As Conferências são uma conquista do povo, portanto, a responsabilidade e o dever com a saúde pública são de todos. Deste modo, temos o dever de cuidar do SUS, até porque somos todos usuários, pois o SUS é a porta de entrada para os cuidados com a nossa saúde”, disse a secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath.

A presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro de Souza, responsável pela 15ª Conferência Nacional de Saúde, que será em Brasília, de 1º a 4 de dezembro deste ano, lembrou que as conferências representam o sentimento do povo e que são um ato político, no sentido de se fazer justiça social. “Numa conjuntura de crise econômica, é muito importante a participação popular nas discussões. Caso contrário, a crise passa a ser social, o que gera mais preconceitos, mais conflitos e mais violência. Por isso, as conferências são importantes; para chamar a responsabilidade de todos nós”, falou.

Socorro adiantou que a Conferência Nacional será aberta com uma grande mobilização na rua em defesa do SUS e nos dias 29 e 30 de novembro acontecerá um seminário internacional, de forma aberta e participativa.

A palestra de abertura da 8ª Conferência Estadual foi proferida pelo assessor especial do Ministério da Saúde, André Bonifácio, que destacou o evento como sendo “da mais alta relevância democrática porque expressa o desejo da população”.

O procurador da República, do Ministério Público Federal, José Godoy, elegeu como primordiais para a melhoria do SUS, três temas: PPI/Pgass (Pactuações Intermunicipais que evoluem para a Programação Geral de Ações e Serviços da Saúde, centrada na oferta de serviços, de forma igualitária, para todas as regiões); a implantação do Sistema de Regulação e a eficiência na Atenção Básica. “Se estes assuntos forem discutidos, a Conferência será de grande valia”, disse.


O servidor público Judivan Pereira é um dos delegados, representando o usuário do SUS, eleito na Conferência Municipal de Patos. Aos 42 anos, ele anda com ajuda de muletas, por conta de sequelas de uma poliomielite. Dentro das problemáticas trazidas de sua cidade, estão as que ele enfrenta, diariamente, como uma pessoa com deficiência física. “Faltam centros de reabilitação; precisa melhorar a acessibilidade e o acesso aos serviços de saúde; há escassez do profissional médico para ser contratado e tem que haver melhorias nas Unidades Básicas de Saúde. As Conferências são importantes para o povo mostrar os avanços e as dificuldades do SUS, em cada região”, falou.