Fale Conosco

11 de setembro de 2015

Conferência Estadual de Saúde define metas para a melhoria do SUS



Com o tema “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas”, a 8ª Conferência Estadual de Saúde acontece no período de 15 a 17 deste mês, no Espaço Cultural, em João Pessoa. O evento, que conta com a participação de representantes dos 223 municípios da Paraíba, é realizado de quatro em quatro anos e tem o objetivo de estabelecer diretrizes e metas para a melhoria do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado.

“A participação social na Conferência Estadual é de extrema importância para levantar assuntos e instituir estratégias para o progresso dos serviços do SUS”, disse o presidente do Conselho Estadual de Saúde e da Conferência, Eduardo Cunha.

Cerca de 1200 delegados de todos os municípios paraibanos (eleitos durante as conferências municipais de saúde, no período de 9 de abril a 15 de julho) participarão da conferência e serão representantes da população de maneira geral. No encontro, eles levantarão os atuais problemas enfrentados pelo SUS na Paraíba e vão propor estratégias de avanços do Sistema.

O presidente do Conselho lembra que, diante desta realidade que o SUS enfrenta, a Conferência será um momento ideal para se achar a melhor maneira de reverter. “Durante o encontro, estudaremos, de maneira geral, o cenário econômico da saúde da Paraíba e do Brasil. Através do debate, saberemos os gastos efetivos do Estado com o Sistema Único de Saúde e chegaremos um consenso para utilizar os recursos, com sabedoria e qualidade, beneficiando a população com serviço de excelência”, destacou Eduardo Cunha.

De acordo com a conselheira estadual de Saúde e presidente da Federação Nacional dos Odontologistas, Joana Batista Oliveira Lopes, a Conferência de Saúde é uma maneira de se efetivar a democracia por meio da inclusão de novos sujeitos sociais nos processos de gestão do SUS. “A população figura como participante ativa em debates, formulações e fiscalização das políticas desenvolvidas pela saúde pública no Estado, o que lhes confere legitimidade e transparência. Ela funciona como um espaço privilegiado de construção de diretrizes e caminhos para a efetivação do direito à saúde”, explicou.

Ainda segundo Joana, a participação popular através das Conferências de Saúde confere à gestão do SUS transparência, comprometimento com as demandas sociais e ampliação das perspectivas das ações e serviços de saúde. “Encontros como este reconhecem a saúde como fruto do conjunto de determinantes sociais, nos quais a vida da comunidade transcorre. Ela está diretamente relacionada ao grau de democratização das políticas públicas, da consciência política e cidadã e da busca por uma gestão estratégica e participativa na política pública de saúde”, declarou.

Além dos delegados, representantes governamentais, entidades públicas, universidades e instituições interessadas nos avanços da saúde do Estado também participarão da Conferência. As sugestões apresentadas durante o evento estadual serão consolidadas para a 15ª Conferência Nacional de Saúde, no período de 1º a 4 de dezembro, em Brasília. A intenção é fazer com que todos tenham a oportunidade de apresentar suas demandas e dar suas contribuições para a melhoria do Sistema Único de Saúde.

Durante os três dias da 8ª Conferência Estadual de Saúde, quatro eixos serão discutidos através de palestras e debates: Direito à Saúde com Garantia de Acesso e Atenção de Qualidade com Participação Social; Valorização do Trabalho da Educação em Saúde e da Política da Comunicação do SUS; Financiamento e gestão do SUS e a Relação Público-Privado; Reforma Democrática com Implantação da Carreira de Estado para o SUS.

Evento – A Conferência de Saúde é o fórum de debate entre todos os segmentos da sociedade, representada através de entidades, com a finalidade de avaliar a situação de saúde do Estado, fixar diretrizes da política de saúde, definir e priorizar propostas para melhorar a qualidade dos serviços de saúde do Estado, proporcionando à população melhor qualidade de vida.

Primeiro são realizadas as Conferências Municipais, nas quais são escolhidos os participantes para a Conferência Estadual que elege quem vai participar da Conferência Nacional.

O Sistema Único de Saúde (SUS) foi criado a partir das discussões da 8ª Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1986.  Mais informações no blog da 8ª Conferência Estadual de Saúde: http://oitavaconferencia.blogspot.com.br/p/nome-nome-para-o-cracha-municipio.html