João Pessoa
Feed de Notícias

Conferência Educação para Trânsito busca redução de acidentes com motos

quarta-feira, 21 de março de 2012 - 16:49 - Fotos: 

Foto: Secom-PB

Todos os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito vão trabalhar juntos pela redução do número de acidentes envolvendo motocicletas. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (21), durante a I Conferência Paraibana de Educação para o Trânsito, realizada no auditório da Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep). O evento foi aberto pelo vice-governador Rômulo Gouveia, que convocou a sociedade a apoiar as ações dos órgãos pela redução de acidentes e da violência no trânsito.

A conferência foi uma iniciativa do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), por meio da Divisão de Educação para o Trânsito, e teve o objetivo de discutir estratégias que contribuam para a diminuição dos acidentes envolvendo motocicletas.

O secretário de Saúde, Waldson Sousa, que é presidente do Comitê em Defesa da Vida no Trânsito, ressaltou a necessidade de intervenções do Governo do Estado visando a redução dos acidentes. Ele lembrou que uma campanha educativa, realizada durante o carnaval deste ano, contribuiu para que o número de atendimentos por acidentes de trânsito caísse 25% no Hospital de Trauma de João Pessoa e 16% no Hospital de Trauma de Campina Grande.

O superintendente do Detran e vice-presidente do Conselho Estadual de Trânsito, Rodrigo Carvalho, disse que a imprudência do motociclista é a principal causa dos acidentes. Ele destacou as ações do Governo do Estado para diminuir o número de acidentes envolvendo motocicletas, citando como uma das principais medidas a intensificação da fiscalização e a exigência do cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro pelos proprietários das chamadas cinquentinhas (motos com até 50 cilindradas).

Desde março do ano passado, uma portaria da Superintendência do Detran determinou que as fiscalizações do trânsito passassem a exigir dos condutores das cinquentinhas a carteira nacional de habilitação categoria “A” ou uma autorização para conduzir ciclomotor (ACC) e o uso do capacete.

Ele também destacou uma parceria entre o Detran e o Centro de Treinamento da Honda, que oferece cursos de pilotagem defensiva e segurança no trânsito para examinadores, instrutores dos Centros de Formação de Condutores e policias militares.

Na solenidade de abertura, crianças do bairro de Mandacaru, assistidas pelo projeto social Uma Nota Musical que Salva, apresentaram uma peça com mensagens educativas de trânsito. O encontro também serviu para apresentar relatórios do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, segundo os quais os motociclistas representam mais de 70% dos acidentados. De acordo com as estatísticas do hospital, em 2011, foram atendidas 6.265 vítimas de acidentes de trânsito envolvendo motociclistas. Somente em janeiro de 2012, foram registrados 515 atendimentos a motociclistas e no mês de fevereiro 408.

Evolução da frota – As motocicletas representam mais de 42% da frota de veículos da Paraíba. De 819 mil veículos, 352 mil são motocicletas. De 2000 a 2011, a frota de motocicletas da Paraíba passou de 51.962 para 341.145. A evolução foi de 557%.

Em João Pessoa, o número de motocicletas passou de 12.422, no ano 2000, para 93.560, em 2011, o que representa uma evolução de 653%. Em Campina Grande, no ano 2000, havia 12.795 motocicletas registradas; em 2011, esse número chegou a 62.725 – um crescimento de 390%.