João Pessoa
Feed de Notícias

Valorização do professor tem prêmio por mérito e formação continuada

segunda-feira, 15 de outubro de 2012 - 10:25 - Fotos:  José Lins/Secom-PB

Concursos públicos, premiação por esforço e mérito, formação continuada e piso salarial são enfatizados pelo Governo do Estado em sua política de valorização do magistério. O docente da rede estadual de ensino comemora nesta segunda-feira (15) – Dia do Professor – melhores índices de desenvolvimento em comparação com a realidade vivida há dois anos.

As melhorias se iniciaram pelas condições de trabalho, qualificação e reforço da mão de obra disponibilizada na sala de aula com a realização em 2011 de um concurso público para 1.040 professores do ensino médio.

Agora, um novo concurso foi anunciado pelo Governo do Estado, desta vez oferecendo 2 mil vagas para professores dos anos finais do Ensino Fundamental e também do Ensino Médio.

Capacitação – Para o governador Ricardo Coutinho não existe valorização sem capacitação, por isso o Governo passou a investir no acesso dos professores da rede pública estadual a cursos de formação continuada oferecidos pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Em 2011, cerca de 12.931 professores participaram do primeiro módulo da formação. Rambém foram realizados dois cursos de formação de professores e gestores (“Relações Etnicorraciais” e “Educação e Direitos Humanos”) ambos com recorde de inscrições nas modalidades presencial e EaD (Educação à Distância), via Plataforma Moodle.

Foram capacitados mais de 2.500 professores nos conteúdos básicos de informática por meio do programa Educador Digital. Quem concluiu esta formação recebeu um netbook. Até o momento já foram entregues 3,7 mil computadores a professores de 100 escolas estaduais que integraram o projeto, no qual foram investidos pelo Governo do Estado aproximadamente R$ 4 milhões.

Prêmios – O reconhecimento ao bom trabalho desenvolvido pelos profissionais da educação é prática oficializada pelo Governo com a instituição dos prêmios “Educação Exemplar” e “Gesto Exemplar”, bonificação que se constituiu no pagamento do 14° salário para todos os profissionais de 70 escolas selecionadas e também para 126 professores que tiveram projetos selecionados.

Em 2011, a premiação representou investimento de R$ 6 milhões, contemplando 4.882 profissionais. Em 2012 foram lançados os prêmios “Mestres da Educação” e “Escola de Valor”, que estão recebendo inscrições de muitas escolas e professores.

“Essa gestão tem investido na valorização do magistério. Nosso projeto de governo, o ‘Caminhos da Gestão Participativa’ vai nessa direção quando amplia o espaço de escuta e participação dos profissionais da Educação e a partir dele os prêmios que em 2012 passaram a se chamar Mestres da Educação e Escola de Valor, que estimulam e valorizam as boas práticas pedagógicas e de gestão”, destaca a secretária interina da Educação, Márcia Lucena.

Segunda ela, também foi criado o Orçamento Democrático Escolar (OD Escolar) que garante aos profissionais da Educação, assim como aos estudantes, a possibilidade de opinarem na utilização dos recursos recebidos pela escola. Ainda foi criado o ‘Avaliando IDEPB’, programa que contempla, por meio de questionários, a fala de professores e gestores escolares.

Piso salarial – O Governo do Estado passou a pagar aos professores estaduais em 2011 um piso salarial de R$ 1.157,26 por 30 horas de trabalho semanal (20 em sala de aula e 10 em atividades de planejamento).

Em janeiro de 2012, como forma de incentivo aos profissionais de Educação, o Governo do Estado concedeu aumento salarial com percentuais que variaram entre 7 e 33,38%.

A secretária Márcia Lucena também destacou as ações de formação promovidas pelo Governo e adiantou que ainda este ano será oferecida uma especialização aos professores da rede estadual parceria com a UEPB. “É um começo de mudança de paradigma – o concurso para professores, que revela a atenção, o respeito e o cuidado com o professor, possibilitando um ingresso digno no magistério, podendo renovar e fortalecer a rede e com isso elaborar e executar políticas eficazes para benefício da sociedade”, avalia a secretária, lembrando que o magistério é a categoria que recebeu o maior percentual de aumento nesta gestão.