João Pessoa
Feed de Notícias

Concerto da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abre evento internacional de música

terça-feira, 26 de setembro de 2017 - 12:40 - Fotos:  Thercles Silva

A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba apresenta nesta quinta-feira (28) o concerto de abertura do 1º Encontro Internacional da Associação Brasileira de Palhetas Duplas (ABPD), com regência do maestro Luiz Carlos Durier e a participação, como solista, do oboísta paraibano José Medeiros, oboé principal da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. O concerto, que integra a temporada 2017 da OSJPB, começa às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, com entrada gratuita.

“Estamos todos da orquestra muito felizes, todos muito empenhados em fazer o melhor, e acreditamos em nossa expectativa de realizar um belo, excelente e grande concerto, um concerto histórico, porque nós estamos aqui pra fazer história”, disse o maestro Durier, regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba.

No programa do concerto constam a “Abertura em Sol menor”, do compositor austríaco Anton Bruckner (1824-1896), que atuou como organista e professor no Conservatório de Viena, cujo estilo musical foi influenciado pelo seu compositor preferido, o alemão Richard Wagner.

Na sequência, com o oboísta paraibano José Medeiros, conhecido como Popó, os jovens músicos da OSJPB vão executar o “Concertino para Oboé e Orquestra de Cordas”, do compositor e professor brasileiro de Porto Alegre (RS), Brenno Blauth (1931-1993), que teve várias obras gravadas comercialmente, entre elas, as sonatas para flauta e piano, oboé e piano e viola e piano. O concertino para oboé e cordas de Breno Blauth é a mais executada obra brasileira para oboé.

O concerto será encerrado com a suíte do ballet “The Fairy Doll”, de Josef Bayer (1852-1913), compositor austríaco de música erudita, que foi diretor do Austrian Court Balé de 1883 até a sua morte. Embora tenha criado mais de vinte ballets, ele é lembrado por “Die Puppenfee (The Fairy Doll)”, de 1888. Bayer foi amigo do compositor Johann Strauss II e foi ele que completou o inacabado Ballet Strauss Cinderella (Aschenbrodel), em 1900, tendo Strauss morrido em 1899.

“A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba se associa à UFPB e à Associação Brasileira de Palhetas Duplas para promover o concerto de abertura desse encontro internacional que acontece em João Pessoa essa semana”, afirmou o maestro Durier. “Para nós é uma honra muito grande, é uma responsabilidade e um desafio fazer o concerto de abertura com três obras muito significativas do repertório sinfônico e do repertório específico do oboé, iniciando com uma abertura de Anton Bruckner, uma obra bastante interessante” observou.

“O concerto de oboé, do compositor gaúcho Breno, será tocado por Popó, um ex-integrante da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba e da Sinfônica da Paraíba, e que retorna a essa casa para, em conjunto com a sua ex-orquestra, tocar um concerto específico em comemoração a esse evento importante. E por último nós vamos tocar o balé “Die Puppenfee”, uma obra fantástica e mágica, porque conta a história de uma oficina que restaura bonecos, então todo o processo através da magia é dar aos bonecos vida, para que eles possam dançar e para que eles possam viver musicalmente”, explicou Durier.

Próximos concertos – No mês de outubro, três concertos contam na programação da temporada 2017. A Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB) terá apresentações nos dias 5 e 19, já a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) fará concerto no dia 26 de outubro. Todos acontecem na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural.

Regente

Paraibano de João Pessoa, Luiz Carlos Durier é o regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) há 20 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. Em setembro de 2013 foi nomeado diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB).

Como regente convidado conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Durier também regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. No ano de 2012, o maestro recebeu a Comenda de Honra ao Mérito, pelo desempenho profissional frente à OSPB.

Entre suas atividades, conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e sua Gente e do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Com a OSPB e a OSJPB, esteve à frente de concertos com artistas populares como Ângela Rô Rô, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos e Zélia Duncan.

Por dois anos consecutivos, Luiz Carlos Durier regeu a Orquestra Sinfônica da Paraíba e a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba em grandes concertos comemorativos ao aniversário da cidade de João Pessoa, com artistas paraibanos, que lotaram o Teatro Pedro do Reino, no Centro de Convenções. No dia 5 de agosto do ano passado, a apresentação teve como destaque o cantor e compositor Zé Ramalho, e neste ano, as atrações foram as cantoras Cátia de França e Nathalia Bellar.

Solista

José Medeiros é natural de Patos (PB). Pós-graduado em Educação Profissional pelo Instituto a Vez do Mestre (AVM-RJ) e bacharel em oboé pela Universidade Federal da Paraíba, onde estudou com o professor Roberto Carlos Di Léo. Aperfeiçoou seus estudos técnicos de oboé com o professor Humbert Lucarelli (Itália/EUA), considerado um dos principais oboístas do século XX.

Foi oboé principal das Orquestras Sinfônicas da Paraíba, Recife, Theatro da Paz (Belém – PA) e da Filarmônica Norte-Nordeste. Como professor e camerista atuou em vários festivais no Brasil e no exterior. Também lecionou oboé na Universidade Federal do Amazonas, na Universidade de Brasília (UnB) e no Conservatório Carlos Gomes de Belém do Pará.

Apresentou-se como solista junto à Orquestra Sinfônica da Paraíba, Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, Orquestra Sinfônica de Goiás, Camerata Antiqua de Curitiba, Camerata Eleazar de Carvalho (Fortaleza), entre outras. Em 2010 lançou seu CD solo – Oboé do Brasil – pelo selo Brasil Meta Cultural. A convite do professor Humbert Lucarelli, em 2012, ministrou master class na The Hartt School, Universidade de Hartford (EUA).

Como integrante do Quinteto Brasília, gravou o CD “Brincadeira a cinco”, lançado em 2009, e participou do Projeto Sonora Brasil do Sesc, edição 2013/2014, em que tocou e ministrou master class em 130 cidades, abrangendo todos os estados do Brasil.

Atualmente é oboé principal da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro e professor de oboé do Programa de Módulos do Bacharelado em Música do Instituto Estadual Carlos Gomes (Belém – PA).

 

6º Concerto Oficial da Temporada 2017 da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba

Regente: Luiz Carlos Durier

Solista: José Medeiros (oboé)

Dia: 28/09/2017 (quinta-feira)

Hora: 20h30

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural

Ingresso: Gratuito