Fale Conosco

25 de fevereiro de 2014

Concentração de umidade no ar pode provocar chuvas isoladas no Sertão e Alto Sertão



Imagens de satélites analisadas pela equipe de meteorologia do Governo do Estado indicam que a alta concentração de umidade presente no ar pode provocar chuvas isoladas no Sertão e Alto Sertão na noite desta terça-feira (25). A temperatura nas regiões deve variar entre a mínima de 22 °C e máxima de 35°C.

De acordo com o setor de Monitoramento e Hidrometria da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), a previsão para a tarde desta terça-feira é de céu variando de parcialmente nublado a claro em todo o Estado. Também podem ocorrer – a qualquer hora do dia – chuvas rápidas no Brejo e Litoral.

Confira a previsão completa para as próximas horas em cada região:

Litoral

Sol entre algumas nuvens. Possibilidade de chuvas rápidas a qualquer hora do dia.

Max.: 30°C

Min.: 24°C

Brejo

Sol entre algumas nuvens. Possibilidade de chuvas rápidas a qualquer hora do dia.

Max.: 28°C

Min.: 21°C

Agreste

Nebulosidade variável.

Max.: 29°C

Min.:21°C

Cariri/Curimataú

Céu parcialmente nublado.

Max.: 33°C

Min.: 21°C

Sertão

Nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas no fim do dia.

Max.: 35°C

Min.: 23°C

Alto Sertão

Nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas no fim do dia.

Max.: 34°C

Min.: 22°C

Monitoramento – As variações climáticas e os níveis dos açudes são monitorados diariamente pelos técnicos da Aesa. Na Sala de Situação, instalada em Campina Grande, os meteorologistas realizam um trabalho preventivo para auxiliar em casos de eventos como secas e enchentes. Na iminência de um desastre natural, a Aesa aciona Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e demais órgãos da administração estadual.

Plataformas de coleta de dados espalhadas pelo Estado enviam (via satélite) informações como quantidade de chuva, pressão barométrica e nível da água. Para construir o espaço de observação climatológica, o Governo do Estado e a Agência Nacional das Águas (Ana) investiram mais de R$ 2 milhões. A Sala de Situação funciona no campus da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), no bairro Bodocongó.