João Pessoa
Feed de Notícias

Comunidades produtivas recebem visita técnica do Fida e Procase

domingo, 25 de maio de 2014 - 14:37 - Fotos:  Secom-PB

Técnicos do Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura (Fida) conheceram grupos comunitários rurais produtivos da Paraíba cujos projetos foram aprovados e deverão receber investimentos, dentro do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase).

A visita, concluída na sexta-feira (23) serviu para os técnicos do Fida conhecerem a realidade de seis comunidades nos municípios de São João do Tigre, Prata, Salgadinho, Cubati e Frei Martinho.

Em São João do Tigre, onde foram aprovados os primeiros projetos do Procase, serão beneficiados dois grupos de mulheres que trabalham com renda renascença. Lá serão investidos R$ 300 mil na adequação do local de trabalho das rendeiras, compra de equipamentos e de matéria prima, e infraestrutura para comercialização. O projeto beneficiará 73 famílias da região.

No município de Prata, onde está localizado assentamento Zé Marcolino, comunidade que também teve seu projeto aprovado no primeiro edital do Procase, o projeto prevê melhoria na produção e beneficiamento de leite. Serão beneficiadas 25 famílias, com investimentos de aproximadamente R$ 200 mil para construção de uma queijeira, além do projeto básico com produção de forragem e infraestrutura de recursos hídricos. “Com o projeto da queijaria pelo Procase, poderemos beneficiar o leite, produzindo queijo, iogurte, e achocolatado, a partir da produção da nossa própria comunidade”, prevê Adeilza Procópio, presidente da Associação do Assentamento Zé Marcolino na Fazenda Serrote Agudo.

A comunidade de Lagoa de Onça, na cidade de Salgadinho, recebeu a visita da equipe técnica do Fida e do Procase, e explicou a necessidade de receber investimentos para o desenvolvimento da caprinocultura, pois muito do rebanho foi perdido durante o período da seca. “O projeto da Associação de Produtores da comunidade Lagoa de Onça é um dos que foram analisados pela equipe técnica do Procase, e que será levado ao comitê gestor para aprovação. Os projetos devem ser ao mesmo tempo produtivos e sustentáveis, e que auxiliem as comunidades a conviver com o semiárido, preservando o meio ambiente”, comenta a coordenadora do Procase, Dirce Ostroski.

A fruticultura também é uma linha de investimento produtivo do Procase, como é o caso do grupo de mulheres da Ardeccor, no município de Cubati, que já trabalha com beneficiamento do umbu. A entidade elaborou um projeto para aquisição de equipamentos para a unidade de beneficiamento que já funciona na comunidade.

“Com o apoio da Emater e dos técnicos do Procase, fizemos o projeto para este segundo edital, para adquirir equipamentos da nossa unidade de beneficiamento. Esperamos que o projeto seja aprovado no comitê. Assim aumentaremos a produção e ampliaremos o nosso mercado para fora da Paraíba”, diz Maria das Dores, da Associação de Desenvolvimento Rural de Capoeiras, Coalhada e Região.

A última parada da comitiva foi no município de Frei Martinho, na comunidade Quixaba, onde a Coopermineral desenvolve um trabalho de extração e qualificação da mica. O projeto da cooperativa foi aprovado no primeiro edital do Procase e, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Minerais da Paraíba (CDRM), e o Sebrae, levará capacitação para mineradores, além de equipamentos adequados para o desenvolvimento da produção. Serão 40 famílias beneficiadas, com investimentos de aproximadamente R$ 85 mil.

Equipe do Fida – O coordenador dos projetos do Fida na América Latina e Caribe, Ivan Cossio, destacou a importância do nível de organização das comunidades para o sucesso dos projetos coletivos: “O processo de organização e de confiança entre os integrantes das associações e das cooperativas é um ponto fundamental para a execução dos projetos, de maneira que eles se tornem na mesma medida, produtivos e sustentáveis a longo prazo”.

Também compõe a equipe do Fida o coordenador dos projetos do fundo no Brasil, Hardi Vieira, e o consultor de investimentos produtivos, Emmanuel Bayle.

O Procase – Resultado da parceria entre o Governo do Estado e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida), o Procase beneficiará projetos de associações e cooperativas rurais de 56 municípios do semiárido paraibano, onde serão investidos US$ 49,6 milhões, aproximadamente R$ 100 milhões, sendo 50% dos recursos oriundos do Fida e 50% do Governo, para um período de seis anos.

Editais – Em agosto de 2013, foi lançado o primeiro edital de chamamento público para projetos do Procase. Neste primeiro momento foram apresentados 31 projetos de apoio aos arranjos produtivos, dos quais foram aprovados dois projetos de apoio à mineração em Nova Palmeira e Frei Martinho (R$ 294 mil), dois projetos de apoio à produção de renda renascença em São João do Tigre (R$ 288 mil) e um projeto para instalação de uma queijeira e de um tanque de resfriamento de leite no município de Prata (R$ 208 mil).

O segundo edital de chamamento dos projetos para o Procase se encerrou no dia 20 de deste mês, recebendo propostas de até R$ 200 mil, para as cooperativas e associações rurais dos 56 municípios de abrangência do projeto.