João Pessoa
Feed de Notícias

Complexo Juliano Moreira ajusta serviços para atender orientações do Coren

quinta-feira, 17 de novembro de 2011 - 17:39 - Fotos: 

Profissionais do setor participaram de uma capacitação. Foto: José Lins/Secom-PB

O Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira (CPJM) está ajustando a realização dos serviços de acordo com as orientações do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-PB). Uma dessas medidas foi a duplicação do número de profissionais no setor de enfermagem, que hoje tem 37 enfermeiros e 81 técnicos. Outra ação é a capacitação para que esses profissionais utilizem a nova Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE).

Na manhã desta quinta-feira (17) os profissionais do setor participaram de uma capacitação que ajudará no enquadramento dos serviços do complexo psiquiátrico às novas metodologias de trabalho e documentação. As orientações foram repassadas pelo enfermeiro fiscal do Coren-PB, Alecsandro Rocha.

A coordenadora de enfermagem do CPJM, Aline Carla Freire de Queiroga, explicou que até o ano passado havia reclamações do Coren, que pedia a reorganização do trabalho. “Por isso decidimos dobrar a quantidade de profissionais, uma queixa do Conselho, e faremos capacitações pelo menos uma vez por mês para que sejam atualizadas informações sobre preenchimento de formulários e sobre a assistência aos usuários, por exemplo”, explicou.

O chefe do Núcleo de Ações Estratégicas, Madson Souza, lembrou que o Coren instituiu, a partir da resolução 272/2002, a obrigatoriedade de implantação da SAE em instituições de saúde públicas e privadas. Segundo ele, a SAE é um processo constituído de etapas que são aplicadas no dia-a-dia pelo enfermeiro para que ele possa coordenar o trabalho de sua equipe. No Juliano Moreira, a SAE já era executada, mas os instrumentos utilizados não permitiam maior singularidade.