Fale Conosco

14 de maio de 2013

Complexo Clementino Fraga realiza Semana de Controle de Infecção Hospitalar e de Enfermagem



O Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga, que integra a rede hospitalar do Estado em João Pessoa, juntamente com a gerência de Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, realiza até 17 de maio a 2ª Semana Controle de Infecção Hospitalar e a 2ª Semana de Enfermagem, que este ano tem como tema: “Infecção Hospitalar: Prevenir é a Solução”.

O evento é realizado com o intuito de atualizar e sensibilizar o corpo clínico do hospital, colaboradores, estudantes, preceptores e o público em geral sobre as medidas e controle e prevenção de infecção hospitalar. Durante os cinco dias do evento, que acontece no auditório do Complexo serão realizadas várias palestras.

O evento é de extrema importância para o Controle de Infecção Hospitalar dentro do Clementino Fraga, pois se trata de um serviço crucial”, explica a diretora da unidade, Adriana Teixeira. Ainda segundo a programação, no dia 15 de maio, o evento faz alusão ao Dia Nacional de Lavagem das Mãos.

A enfermeira Rebeca Rocha explicou que “A higiene das mãos é reconhecida mundialmente como a medida mais simples, importante, eficaz, menos dispendiosa e de grande impacto no controle de infecções relacionadas à assistência.”

Atualmente, a atenção à segurança do paciente envolvendo o tema da higienização das mãos, tem sido tratada como prioridade. Um exemplo disso foi à criação da Aliança Mundial para a Segurança do Paciente, pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Tal iniciativa realça o fato que o tema passou a ser reconhecido como questão global”, afirma o enfermeiro Cassiano Augusto.

O presidente da comissão de Controle da Infecção Hospitalar, Francisco Bernardino, destaca que, “as mãos são consideradas as principais ferramentas de trabalho dos profissionais de saúde, pois é por meio delas que eles executam as atividades. Assim, a segurança dos pacientes depende da higienização cuidadosa e frequente das mãos, sendo capaz de reduzir em pelo menos, 70% dos casos de infecção”.

Clique aqui e confira a programação