João Pessoa
Feed de Notícias

Companhia Docas vai ter coleta seletiva solidária e projeto Porto Verde

quinta-feira, 15 de setembro de 2011 - 15:02 - Fotos:  Antonio David/Secom-PB

Reunião da comissão aconteceu no Porto de Cabedelo.Foto: Antonio David/Secom-PB

A Companhia Docas da Paraíba vai lançar no mês de outubro o projeto ambiental Porto Verde. As ações vão ocorrer dentro do porto e também irão atender a comunidade em seu entorno, compartilhando técnicas sobre como é possível conviver com os modais marítimo, ferroviário e rodoviário, buscando melhorias na qualidade de vida dos moradores de Cabedelo.

Nesta quinta-feira (15), a Comissão Estadual de Coleta Seletiva Solidária realizou reunião no Porto de Cabedelo. Na pauta também foi discutido o projeto Paraíba Verde, que vai plantar mudas de árvores em ambientes de repartições públicas.

O secretário executivo de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Fábio Agra, informou que o Governo do Estado implantará este projeto nos órgãos públicos estaduais, tendo a Companhia Docas da Paraíba como a terceira instituição estadual a se engajar. As ações serão realizadas em parceria com o projeto Porto Verde, da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

A Comissão está organizando a coletiva seletiva de lixo nos órgãos estaduais, atendendo a exigência da lei, criada em 2009, que obriga as repartições públicas estaduais a implantarem esse sistema. A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Empresa de Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa) já haviam implantado.

O diretor presidente da Companhia Docas da Paraíba, Wilbur Jácome, revelou que o projeto Porto Verde está em fase final de planejamento e adiantou que a ação vai ser implementada em parceria com o programa de Coletiva Seletiva Solidária, que é executado pela Secretaria de Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia.

Além da coletiva seletiva no porto e na cidade de Cabedelo, árvores serão plantadas em determinadas áreas do porto. “O projeto Porto Verde se adequa ao crescimento com sustentabilidade, proposto pela atual gestão. O primeiro passo é a educação ambiental dentro e fora do Porto”, ressaltou Wilbur.

A Companhia Docas adquiriu 45 aparelhos para a coleta seletiva, que serão instalados em cinco áreas estratégicas do Porto, e a comunidade portuária está sendo conscientizada a respeitar o meio ambiente.

Equipes estarão realizando palestras com operadores e trabalhadores portuários sobre o tema e irão visitar as escolas estaduais e municipais de Cabedelo. O Porto estará envolvido neste projeto também com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e com a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema).