João Pessoa
Feed de Notícias

Companhia Docas-PB cumpre exigências finais para dragar Porto de Cabedelo

quinta-feira, 4 de março de 2010 - 18:36 - Fotos: 

Até o final de março, as duas últimas exigências para o início das obras de dragagem do Porto de Cabedelo serão finalizadas. A primeira delas é a entrega de um diagnóstico da situação física e residual do fundo do mar onde a empresa fará a dragagem, chamado de Batimetria Inicial, que avalia o relevo e toda a espécie de sedimentos localizados na região.Esse estudo já terá início na próxima semana.

A segunda exigência a ser cumprida é o monitoramento ambiental a ser realizado por uma empresa, escolhida por licitação, cujo edital foi publicado nesta quinta-feira (4). Esses dois pré-requisitos servirão para nortear o projeto executivo da dragagem, que terá início em abril, após a homologação dos relatórios que serão encaminhados ao Departamento Hidrográfico da Marinha (DHM).

De acordo com o presidente da Companhia Docas da Paraíba, que administra o Porto de Cabedelo, Wagner Breckenfeld, os pré-requisitos não devem se estender, visto que os estudos não demandam muito tempo e já serão iniciados na próxima semana.

“A Batimetria Inicial tem uma duração de cerca de 10 dias, portanto, já na segunda quinzena de março, teremos concluído esta etapa”, garantiu Wagner, acrescentando que de posse do relatório de análise do relevo, ele o encaminhará ao DHM para que a instituição autorize a ordem de serviço para o início das obras no Porto de Cabedelo. “A previsão é de que concluído os estudos da Batimetria e em seguida o monitoramento ambiental, as obras devem iniciar no começo de abril”, concluiu o presidente da Docas da Paraíba.

Mudanças – Com um canal medindo seis quilômetros de extensão, 150 metros de largura e 9,14 metros de profundidade, atualmente o Porto de Cabedelo tem uma limitação de recebimento de embarcações de até 30 pés de calado. Com as obras de dragagem o porto poderá receber embarcações de até 40 pés, o que vai praticamente dobrar a sua capacidade de operação com o aumento do fluxo de recebimento.

A dragagem custará o equivalente a R$ 49,4 milhões e será financiada com recursos do PAC. As obras visam à ampliação da capacidade operacional do terminal portuário com a dragagem do canal de navegação, bem como da bacia de evolução, dragada pela última vez há mais de cinco anos, permitindo que navios de grande calado trafeguem e descarreguem sem riscos devido ao assoreamento.

Da Assessoria de Imprensa do Porto de Cabedelo