João Pessoa
Feed de Notícias

Comitê em Defesa da Vida no Trânsito avalia dados e define novas ações e ferramentas de trabalho

quarta-feira, 13 de março de 2013 - 18:52 - Fotos:  Ricardo Puppe

O Comitê em Defesa da Vida no Trânsito se reuniu, na manhã desta quarta-feira (13), para fazer uma avaliação dos dados de acidente de trânsito registrados no mês de fevereiro no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, como também discutir e avaliar novas ações e estratégias com vistas a melhorar e agilizar ainda mais o serviço e construir políticas públicas com vistas a diminuir esses acidentes.

A reunião aconteceu na sala do secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, e contou com a participação do comandante do Batalhão de Trânsito de João Pessoa, coronel Paulo Sérgio, representantes do Corpo de Bombeiros, Detran, da gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares, e do delegado Isaías Dantas Gualberto, que representou a Polícia Civil.

Ao final da reunião, foram discutidos encaminhamentos que vão ajudar na condução e visualização dos dados e na diminuição desses acidentes. Na ocasião, ficou decidido o uso de novas ferramentas de trabalho no que diz respeito à notificação dos casos de acidente, perfil da vítima e periodicidade  na atualização  do  “Mosaico”  -  um sistema de informação do Governo do Estado no qual se encontram dados estatísticos de várias secretarias e serviços.

Também ficou decidido durante a reunião a colocação do nome do órgão que está alimentando o sistema, o cadastro de novos integrantes que podem ter acesso a essas informações como também a liberação dos relatórios de atendimento para uma melhor visualização dos dados para outros integrantes do Comitê.  Entre as medidas de prevenção, foi destacada a colocação de sinalização e redutores de velocidades nas vias onde acontece o maior número de acidentes de trânsito. “Foi uma reunião proveitosa e com certeza, a partir desses encaminhamentos, vamos melhorar ainda mais o serviço e  com isso construir políticas públicas e mobilidade urbana visando reduzir cada vez os acidentes de trânsito na Capital”  destacou a gerente executiva de  Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Talita Tavares.

Dados – No período de 1º a 28 de fevereiro deste ano, o Hospital de Emergência e Trauma registrou  609 atendimento a vítimas de acidente de trânsito com 16 óbitos. Desse total, 84,8% das vítimas foram homens e 15,2% mulheres. 

Comitê - O Comitê em Defesa da Vida no Trânsito foi lançado no dia 10 de fevereiro do ano passado. O lançamento aconteceu durante o Seminário Estadual de Estratégias para o Enfretamento da Violência no Trânsito e o objetivo é promover a paz e a preservação da vida. Só no ano passado, 628 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito, conforme dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Além da SES, integram o comitê o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) da Polícia Militar, Secretaria de Comunicação Institucional (Secom), Secretaria de Estado da Educação (SEE), Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds), Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa (SMS), Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Arquidiocese da Paraíba, Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL), Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga de Campina Grande, Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – Núcleo de Estudo em ações de Urgências e Desastres, Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Assembléia Legislativa (ALPB), Ministérios Públicos Estadual (MPPB) e Federal (MPF).

O comitê prevê a realização de fiscalizações e ações preventivas e educativas. Serão condensados os dados de todos os órgãos envolvidos e criada uma plataforma online que será alimentada pelas informações em tempo real disponibilizadas por todas as instituições.