Fale Conosco

14 de março de 2012

Comitê de Segurança do Nordeste avalia estratégias de combate



 

Representantes das policias Civil, Militar e Rodoviária Federal de oito estados nordestinos participaram nesta terça-feira (13) do VII Encontro do Comitê Integrado de Segurança Pública do Nordeste. Durante o evento, realizando no município do Conde, Litoral Sul da Paraíba, foram feitos encaminhamentos, apresentados resultado e traçadas estratégias da operação Divisa Segura que tem por objetivo
combater o crime nos municípios situados nas áreas limítrofes dos estados da região.

 A ação integrada das policias resultou na realização de mais de 60 operações conjuntas, dentre elas 18 de barreira, com mais de 80 pessoas presas no Nordeste. “Por mês são montadas pelo menos três barreiras policiais em pontos críticos onde fugitivos são recapituras, drogas e armas apreendidas”, detalhou Airton Ferraz, coordenador do comitê e subsecretário de segurança pública do
Rio Grande do Norte. Apenas na Paraíba, foram desencadeadas 26 operações, com a apreensão de 67 veículos roubados, 18 armas de fogo e cerca de 11 quilos de entopecentes, como maconha e crack.

Durante o encontro, o secretário de Segurança e Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, destacou a importância dos estados brasileiros resgardarem suas divisas que têm se apresentado como áreas vitais para o combate ao crime organizado, especialmente para o sucesso de ações contra o tráfico de drogas, de veículos e ultimamente também para a repressão aos crimes patrimoniais, como os assaltos a
bancos com o uso de explosivos. “Para o crime não existe fronteira, por isso é fundamental que as policias dos estados se comuniquem, troquem informações, trabalhem juntas”, destacou.

O combate aos crimes patrimoniais, especialmente o roubo a caixas eletrônicos, é uma das metas da operação Divisa Segura e vai ganhar mais força porque os policias dos estados nordestinos estão montando um esquema de monitoramento de venda e compra de explosivos na região. “A chave para combater esse tipo de crime é controlar a venda dos explosivos”, comentou Airton Ferraz.

O Comitê Integrado foi criado em agosto de 2011 com a iniciativa pioneira da Paraíba, Ceará, Pernambuco e Alagoas. Depois disso, os demais estados do Nordeste, com exceção do Maranhão, aderiram ao projeto. A próxima reunião do comitê acontece no dia 17 de abril no município de Caicó, Rio Grande do Norte.