João Pessoa
Feed de Notícias

Comissão do Provab e Mais Médicos promove oficina sobre interiorização de residências médicas

terça-feira, 5 de julho de 2016 - 12:23 - Fotos:  Ricardo Puppe

A Comissão de Coordenação Estadual do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) e Mais Médicos na Paraíba (CCE) promoveu, na manhã desta terça-feira (5), uma oficina com os coordenadores dos cursos de medicina para discutir residência médica seguindo as diretrizes da Lei do Programa Mais Médicos. No eixo formação, a lei contempla o aumento do número de vagas e a interiorização da residência em Saúde da Família e Comunidade, para médicos que já atuam na Atenção Básica.

A intenção da comissão é ampliar as 100 atuais para cerca de 700 vagas até o ano de 2019. A reunião ocorreu no auditório do Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor), da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em João Pessoa.

A CCE é formada pela Secretaria de Estado da Saúde, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (Cosems) e Ministérios da Saúde e Educação.

“Estamos vivendo um momento muito importante e esperançoso, já que o resultado de tudo isso será a formação de médicos com o perfil de atenção básica. E quando a equipe tem este foco, juntamente com o mínimo de estrutura e equipamentos, é possível resolver 85% dos casos nas próprias Unidades de Saúde da Família (USF), sem a necessidade de encaminhar o usuário para um atendimento secundário ou terciário”, disse a coordenadora da CCE, Rosiani Videres.

O próximo passo da Comissão, no sentido de conseguir aumentar o número de vagas e interiorizar as residências médicas em Saúde da Família e Comunidade, será promover uma reunião com os secretários de saúde dos municípios para sensibilização no sentido de aderirem às residências.

“De acordo com a Lei, municípios sede promoverão uma residência regionalizada onde os médicos residentes, além de atuarem nas USFs dos seus municípios, farão estágio na rede de saúde da região, integrada por maternidades, Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e Centros de Especialidades”, explicou a professora da UFPB e coordenadora do Provab, Danyella da Silva Barreto.