Fale Conosco

1 de novembro de 2011

Comissão discute realização de etapa estadual da Consocial em JP



A Comissão Organizadora Estadual da Conferência de Transparência e Controle Social (Consocial) se reuniu na manhã desta terça-feira (01) para avaliar o andamento das etapas municipais do evento, como também discutir os procedimentos que serão adotados na etapa estadual da conferência, prevista para os dias 15, 16 e 17 de março de 2012, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa.

A reunião aconteceu no auditório da Controladoria Geral do Estado e foi conduzida pelo Chefe de Gabinete da Casa Civil e presidente da COE, Emmanuel Arruda, o auditor da Controladoria Geral do Estado, Valter Viana e Rodrigo Paiva, auditor da Controladoria Geral da União. A Consocial é um espaço público de debates visando à transparência na gestão pública e já foi realizada em mais de 20 municípios paraibanos. O objetivo é contribuir para um controle social mais efetivo e democrático que garanta o uso correto e eficiente do dinheiro público.

O prazo para a convocação das etapas municipais segue até 15 de dezembro para os gestores públicos e até 15 de janeiro do próximo ano para representantes da sociedade civil e também para as prefeituras que não convocaram no prazo anterior. A realização das conferências segue até 15 de fevereiro de 2012. Mais de 60 cidades convocaram a etapa municipal.

A cidade de Patos, distante 331 km da capital, foi a mais recente cidade a sediar o evento, realizado entre os dias 25 e 26 de outubro. Além de 20 propostas priorizadas durante a Conferência Regional, um total de 19 delegados foram eleitos para representar nove cidades do sertão paraibano na etapa estadual. As próximas conferências estão previstas para os dias 08 e 09/11 e 09 e 10/11, nas cidades de São João do Tigre e Campina Grande, respectivamente.

Durante a reunião foram priorizados pontos estratégicos para a realização da conferência estadual, como a definição da subcomissão de logística, programação do evento e palestrantes convidados. Além de representantes da Casa Civil, CGE e CGU, participaram das discussões representantes da Assembleia Legislativa, OAB/PB, Tribunal de Contas, Procuradoria Geral do Estado, UEPB, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, Secretaria de Estado da Educação, Instituto Soma Brasil e Movimento do Espírito Lilás (Mel).