Fale Conosco

14 de agosto de 2013

Comércio paraibano fecha primeiro semestre com a terceira maior alta do país



O volume de vendas do varejo paraibano fechou o primeiro semestre deste ano com a terceira maior alta do país, segundo informou a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE ). O comércio do Estado registrou alta de 9,1% de janeiro a junho, quando comparado ao mesmo período do ano passado. Os estados do Mato Grosso do Sul (12%) e do Rio Grande do Norte (9,2%) apresentaram as maiores taxas no semestre. O índice de volume de vendas da Paraíba chegou a ser três vezes maior que a do país (3%) no primeiro semestre.

Segundo ainda dados da pesquisa do IBGE, o varejo paraibano liderou a alta entre os nove estados da Região Nordeste no mês de junho ao crescer 7,5% na comparação de junho sobre o mesmo mês do ano passado. Os demais estados registraram volume de vendas abaixo como Maranhão (5,7%), Alagoas (4,2%) e o Rio Grande do Norte (4,1%), que vieram logo na sequência das taxas mais expressivas do faturamento do setor comercial no mês de junho. Os estados do Ceará (-0,2%) e da Bahia (-0,6%) apresentaram queda nas vendas na Região Nordeste, enquanto o país cresceu 1,7% no último mês do primeiro semestre.

Na comparação com as vendas do mês de maio, a Paraíba também registrou em junho resultado positivo ao crescer 0,5% na variação do volume de vendas do comércio varejista com ajuste sazonal. Foi a mesma taxa do país, que ,pela terceira vez consecutiva, o resultado mensal das vendas do varejo foi positivo. O setor de combustíveis e lubrificantes foi o principal responsável pelo desempenho das vendas do comércio varejista em junho do país. Entre as dez atividades pesquisadas pelo IBGE no país, seis registraram variação positiva. As comparações são livre de influência sazonal.

Segundo o secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano, o desempenho do varejo da Paraíba, que foi novamente destaque no cenário nacional e regional, foi acompanhado também pela arrecadação do ICMS, que serve como um dos termômetros da economia.

Ranking do varejo no 1º semestre:

Unidade da Federação Crescimento no

1º semestre em %

Mato Grosso do Sul 12,0
Rio G. do Norte 9,2
PARAÍBA 9,1
Rondônia 9,0
Roraima 8,0
Mato Grosso 6,7
Maranhão 6,5
Tocantins 5,4
Pará 5
Pernambuco 4,2
Amapá 4,2
Alagoas 3,8
Ceará 3,8
Paraná 3,7
Rio Grande do Sul 3,3
Goiás 3,2
Sergipe 3,2
São Paulo 2,8
Espírito Santo 2,4
Rio de Janeiro 2,1
Acre 2,1
Distrito Federal 1,1
Piauí 1,0
Amazonas 0,9
Bahia 0,6
Minas Gerais -0,2
BRASIL 3%

Fonte: IBGE