João Pessoa
Feed de Notícias

Começam atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na Paraíba

sexta-feira, 20 de outubro de 2017 - 21:25 - Fotos:  Divulgação

A Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia (Seirhmact) iniciou, nesta sexta-feira (20), as atividades alusivas à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que este ano tem como tema “A Matemática está em tudo!”. A abertura do evento ocorreu na cidade de Bananeiras com atividades paralelas como o Workshop Paraíba Inova e a exposição de projetos desenvolvidos por pesquisadores da área de tecnologia e estudantes da rede estadual de ensino com trabalhos na área de robótica.

Estudantes da rede pública de ensino tiveram a oportunidade de expor trabalhos na área da robótica no Ginásio O Ramalhão, em Bananeiras. Foi uma sexta-feira preenchida por trabalhos criativos, a exemplo do experimento de Erik Fernandes, estudante do ensino médio da Escola Cidadã Integral José Soares de Carvalho, localizada na cidade de Guarabira. Erik e seus colegas de classe mostraram uma pequena horta sustentável que tem o solo monitorado por um Arduino, equipamento que consegue medir a umidade do solo. O jovem falou da empolgação que tem pela área e de planos futuros para o setor.

“Pra mim é muito importante participar de um evento como esse. É o primeiro evento de tecnologia que eu participo. Eu gosto muito da área e para me aprofundar pretendo fazer um curso de ciências da computação. A tecnologia está influenciando muitas pessoas e a tecnologia hoje em dia é vida, todos nós vivemos através dela”, explicou Erik.

A coordenadora pedagógica da Escola José Soares de Carvalho, Gislaine Rodrigues, ressalta que a realização de eventos voltados para a área de tecnologia é importante para estimular o aprendizado dos jovens no ramo. “É uma oportunidade para expor aquilo que eles têm trabalhado na vivência integral e ao mesmo tempo conhecer outras escolas e projetos. Os alunos realmente se empolgam e eles cada vez mais têm demonstrado interesse em aprofundar os estudos na robótica, biologia e outras áreas”, destacou.

A exposição de projetos também contou com trabalhos de pesquisadores da área com Vitrines Tecnológicas do Programa Redes Digitais de Cidadania (Fapesq/MCTIC); Laboratórios de Ciências Aplicadas: Instalações Elétricas / Energia Solar / Agroecologia, desenvolvido por pesquisadores do Centro de Energias Alternativas Renováveis da UFPB, para execução da Secretaria de Estado da Educação. E também projetos de Robótica e Ciências; Projetos de Iniciação Científica; Projetos Pedagógicos da Rede Estadual de Ensino; II Expohab Paraíba – Ideias para a Construção Consciente, da Cehap, e o Projeto Domo.

A secretária executiva de Ciência e Tecnologia, Francilene Garcia, ressaltou a importância da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e da inserção da tecnologia na grade curricular das escolas da rede estadual de ensino. “Uma parte importante da semana nacional da ciência e tecnologia é exatamente a programação que amplia a chegada do conhecimento cientifico nas escolas. Então, a partir do momento que a gente começa a preparar a juventude que ainda cursa o fundamental e, sobretudo, o médio, para que ela, ao ingressar no nível superior, ou muito antes disso, já tenha a percepção da importância de pesquisa no país de avançar em algumas fronteiras,  isso é bastante significativo e a Paraíba tem que estar inserida nesse contexto”, disse Francilene.

Paralelamente à exposição de projetos, também foi realizado, no auditório do Serra Golfe Apart Hotel, o WorkShop Paraíba Inova:  Articulação e Prospecção de Investimentos Estruturantes em Saúde e Energia no Estado da Paraíba, que discutiu projetos de pesquisa nas áreas de saúde e energia. A escolha das áreas justifica-se pela avaliação da trajetória de investimentos em perspectiva para os dois setores de economia nos próximos anos.

“O governo vem investindo bastante e a gente tem a intenção cada vez mais de promover a Paraíba no campo da ciência, tecnologia e inovação. É importante melhorar, inclusive, a nossa posição no ranking, mesmo sendo boa. De acordo com a última pesquisa que rankeia os estados, o nosso estado ficou na oitava posição, mas isso não quer dizer que a gente tenha que se acomodar. Essa Semana Nacional de Ciência e Tecnologia resgata esse espírito de investimentos na área, que é uma prática do Governo do Estado desde 2011. A gente está apostando com esse Workshop em organizar duas áreas estratégicas para fins de investimentos estruturantes que são saúde e energia, áreas que a gente tem competências instaladas já relacionadas com o mercado e que já é bastante atrativa para atrair investimentos, não só nos setores públicos como privados e que devem ter impactos importantes também na própria realidade do estado”, disse Francilene Garcia sobre os investimentos em pesquisas.

Ao final do Workshop, a Secretaria de Ciência e Tecnologia, junto aos pesquisadores, decidiram elaborar um documento constando as demandas para o desenvolvimento de pesquisas nas áreas de saúde e energia, como explica Cláudio Furtado, presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq). “

“A síntese da reunião das duas áreas é de criar um portfólio de ações voltado para as áreas de energia e saúde contendo produtos e serviços oferecidos pelas instituições de pesquisa no estado nessas áreas, dando início à criação de uma semente de um parque científico. Apesar de pertencer a diversas instituições, a gente vai apresentar essa carteira para o meio produtivo mostrando as potencialidades, os produtos e os serviços que cada um desses laboratórios tem para oferecer para as empresas, governos etc”, explica Cláudio Furtado.

Robson Barbosa, secretário executivo de Energia e do PAC, também ressaltou o debate sobre energia no estado. “O evento cumpre uma agenda do governo que tem o papel de fomentar e articular os diversos atores dessa área no sentido de utilizar os recursos hoje para ciência e tecnologia e juntos os diversos atores, ou seja, os centro de pesquisas, as universidades, as empresas de energia elétrica exatamente para canalizar os esforços, os projetos que tenham sintonia com as demandas atuais do mercado e da sociedade, então eu acho que a secretaria executiva de ciência e tecnologia cumpre bem esse papel”, acrescentou.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia segue até o dia 23 de novembro com atividades realizadas nos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Remígio, Cabaceiras e São Bento.