João Pessoa
Feed de Notícias

Com peças inéditas na Paraíba a Orquestra Sinfônica Jovem abre a temporada 2012

terça-feira, 13 de março de 2012 - 08:18 - Fotos: 

Maestro Luiz Carlos Durier (Foto: Secom-PB)

A nova temporada da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba promete muita inovação em 2012, que já pode ser conferida no concerto inaugural, nesta quinta-feira (15), no Cine Banguê, excepcionalmente às 21h. Sob a regência do maestro Luiz Carlos Durier, será executado um repertório que conta com ópera, concerto, sinfonieta e uma valsa de Villa Lobos. Uma seleção diversificada, que, além de oferecer um belo espetáculo aos paraibanos, cumpre o papel de treinar bem os jovens músicos do Estado. O solista da noite é o professor e trombonista Gilvando Pereira, ex-integrante da OSJPB.

A primeira obra apresentada será “Zampa”, ópera cômica muito popular de Ferdinand Herold. A trama envolve um pirata e uma noiva de mármore. Segundo o maestro Durier, uma obra difícil de ser executada.  “Essa peça faz parte do repertório de muitas orquestras, e para jovens músicos sua execução é um grande desafio”, afirmou.

Em seguida, o público ouvirá “O Concerto para trombone alto”, de George Chritoph Wagenseil . A peça é formada por dois movimentos, “Con Discrezione” e “Allegro Assai”. O primeiro movimento lembra uma ópera e o segundo dará destaque ao solo de trombone, que será executado pelo professor Gilvando Pereira.

Heitor Villa-Lobos assina a autoria da terceira obra da noite, “Sinfonieta Nº. 1 (À Memória de Mozart)”. A peça foi escrita em 1916, em homenagem ao mestre de Salzburg, Wolfgang Amadeus Mozart,  e é composta por três movimentos que duram 15 minutos.

Para encerrar a noite de estreia da temporada 2012, os jovens músicos apresentarão a valsa “Cercle des Patineurs”, de autoria de Émile Waldteufel. A peça foi inspirada no balanço e deslize da patinação.

Os concertos da temporada 2012 da Orquestra Jovem começarão às 20h, exceto este, que começa às 21h, devido à apresentação dos músicos da universidade da Carolina do Sul (EUA) Joseph Eller (clarinete), Lynn Kompass (piano), e Tina Milhorn Stallard (soprano), que será às 20h. Ambos os espetáculos são gratuitos.

Gilvando Pereira da Silva – Natural de Itaporanga- PB, cidade onde começou seus estudos em música na Banda Filarmônica Cônego Manoel Firmino, do Colégio Diocesano D. João da Mata, com o Major Adauto Camilo (in memória), em 1983. Integrou a Banda Pedro Neves, da Escola Técnica Federal da Paraíba (Bombardino), sob a regência do professor Geraldo Araújo Lima, de 1986 a 1990. É graduado pela Universidade Federal da Paraíba no curso de Bacharelado em Música, Habilitação Trombone, orientado pelos professores Radegundis Feitosa e Sandoval de Oliveira.

Exerceu a função de trombonista titular na Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba, de 1989 a 1994; na Sinfônica da Paraíba, de 1994 a 1998; e da Orquestra Metalúrgica Filipéia, de 1989 a 1996. Integrante fundador do Quarteto de Trombones da Paraíba desde 1990, no qual participou de importantes eventos no Brasil e no Exterior (Cursos, Máster-Class e Festivais Internacionais), além da gravação de dois Cd’s (4+Uns e Paraquedista) e dois Cd’s gravados com o Brazilian Trombone Ensemble (Desafios e Um Pouquinho de Brasil), o qual integra desde 2002. Também com este grupo apresentou-se no Programa do Jô (Rede Globo), em outubro e novembro de 2003, e participou da gravação do DVD de Sivuca, em 2005.

Ministrou cursos em festivais, painéis e seminários, tais como Festival de Música na Ibiapaba, Painel Funarte para Bandas de Música- 2009/11, Projeto Cultural de Formação: Músicos de Bandas de Músicas- Fundarpe, dentre outros.  Participação em Cd’s com a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba, Orquestra Metalúrgica Filipéia, Orquestra Sinfônica de São Mateus, Orquestra Virtuose e vários artistas paraibanos como, Livardo Alves, Adeildo Vieira, Flávio Eduardo (Fuba), Rosildo Oliveira e as Bandas Cabruêra e Tocaia, dentre outros. Faz parte da banda ForróFest (Festival de Música Regional) desde 2006. Membro fundador e vice-presidente da Associação Brasileira de Trombonistas (ABT), além de Endoser da linha de Trombone Weril (P. Weingrill).

Mestrando em Trombone na UFPB, desenvolve suas atividades artístico-cultural no Quarteto de Trombones da Paraíba, no Brazilian Trombone Ensemble, no Sexteto Potiguar da EMUFRN, no Quarteto PotiBones  da EMUFRN e como Professor de Trombone e Tuba nos cursos Técnico e Bacharelado da Escola de Música da UFRN.

Luiz Carlos Durier – Natural de João Pessoa, é o regente titular da OSPB Jovem há 15 anos e regente assistente da OSPB desde 2001. O seu trabalho artístico e pedagógico, juntamente com a pesquisa musical de repertório, direcionado para jovens músicos em formação, tem reconhecimento em todo o Brasil. Suas interpretações cativantes e criativas produzem sempre sucesso de público e crítica. Sob sua batuta, já se tornou tradição a Jovem apresentar estreias mundiais com excelente qualidade técnica. A convite do Ministério da Cultura, participou do Encontro de Orquestras Brasileiras, em 2003, no qual proferiu palestra sobre a formação e regência de orquestras jovens.

Como regente convidado, fez apresentações junto à Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN, Orquestra Criança Cidadã do Recife e a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba.

Na sua formação como regente, foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino. Desde 2005 estuda com o renomado maestro Osvaldo Ferreira. Participou de Master Class com o maestro Kurt Masur, promovido pela Orquestra Sinfônica Brasileira. Ainda teve como mestres José Siqueira, Fred Gerling, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Na UFPB concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado. Desde que chegou à Escola de Música Anthenor Navarro – Eman, em 1991, lidera atividades de educação musical ensinando Musicalização, Viola, Música de Câmara, Regência e a condução da Orquestra Estudantil da Eman. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor da classe de regência.

Sua experiência lhe deu a oportunidade de reger a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e sua Gente e no DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Tem acompanhado com frequência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em grandes concertos populares, tais como: Ângela Ro Ro, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione “Marrom”, Toninho Ferragutti e Dominguinhos, sempre com grandioso sucesso.

Serviço

Concerto de abertura da temporada 2012 da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba

Data: 15 de março, quinta-feira

Horário: 21h

Local: Cine Bangüê do Espaço Cultural

Entrada: gratuita

Realização: Fundação Espaço Cultural da Paraíba