João Pessoa
Feed de Notícias

Coleta dos bancos de leite humano foi 53,05% maior que o total em 2008

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010 - 11:51 - Fotos: 

No ano passado, a quantidade de leite humano coletado pelos cinco bancos de leite humano do Estado foi 53,05% maior do que o total de 2008. Foram coletados em 2009, 6.805 litros e, em 2008, 4.446 litros.  O que chama atenção nos dados é que somente o Banco de Leite Anita Cabral (Blanc), em João Pessoa, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (SES), registrou um aumento de 102,6% no total de leite coletado. Em 2009, foram 3.344 litros e, no ano anterior, 1.650 litros. No ano passado, o leite humano ajudou a salvar a vida de 4.128 bebês. A Paraíba é referência na política de bancos de leite humano, coordenada pelo Blanc, localizado na Maternidade Frei Damião.

O leite coletado em 2008 beneficiou 2.993 crianças. Para a diretora geral do Banco de Leite Anita Cabral, Socorro Amaro, esse aumento na coleta de leite é fruto do investimento e dos projetos de incentivo ao aleitamento materno, desenvolvidos pelo Governo do Estado, a exemplo das campanhas realizadas nas escolas, na empresas, com as equipes de Saúde da Família e mais recentemente na rede hoteleira. “Nesses locais, por meio de palestras e material educativo, as mães recebem orientações sobre a importância do aleitamento materno e recebem toda a assistência, ao mesmo tempo em que se tornam doadoras e parceiras”, explicou.

Para mães turistas - Socorro Amaro afirmou que, no projeto ‘Aleitamento Materno para Turistas’, as mães turistas que estão visitando a Paraíba recebem folders educativos falando sobre o leite materno e os telefones de contato de todos os bancos de leite do Estado.  “Nas escolas, nós preparamos as futuras mães por meio de palestras e participação em feiras de ciências. Nas empresas, a gente cria grupo de mães que se tornam doadoras e multiplicadoras das ações de incentivo ao aleitamento materno”, disse acrescentando que as escolas também fornecem os potes de vidros usados para armazenar o leite e que esses recipientes são conseguidos por meio de campanhas, gincanas e feiras de ciências.

Mensalmente, em média, 303 mulheres doam leite humano nos bancos de leite do Estado.  Uma das prioridades do Governo da Paraíba para os próximos anos é a diminuição da mortalidade infantil. Para isso, a Secretaria Estadual de Saúde (SES), através do Banco de Leite Humano Anita Cabral, vem trabalhando com realização de projetos e ações que visam o aumento das doações do aleitamento materno. "Queremos diminuir o índice de mortalidade infantil e o aleitamento materno ainda é uma das armas mais poderosas para isso”, afirmou.

Mais que alimento – Socorro Amaro explicou que o leite humano não é só um alimento ou uma coleção de nutrientes, é uma substância de alta complexidade biológica que controla todo o metabolismo da criança, influenciando desde a sua divisão celular até a formação de seu comportamento psicológico. “Ele é importante como nutrição, como vínculo afetivo entre mãe e filho e como doação de qualidade de vida para a criança, uma vez que substâncias que existem no leite humano não são encontradas em fórmulas lácteas industrializadas. Elas contribuem para a saúde e formação diferenciada da criança, através de ações farmacológica, nutricional e emocional”, disse.

Os bancos de leite do Estado estão localizados nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos e Cajazeiras. Em 2009, a Secretaria de Estado da Saúde reativou o Banco de Leite Humano de Cajazeiras, que funciona na Maternidade Dr. Deodato Cartaxo, no Hospital Regional de Cajazeiras. O BLH estava desativado desde 2007 e foi reestruturado e equipado em outubro do ano passado.

Assessoria de Imprensa da SES-PB