Fale Conosco

9 de março de 2018

Colaboradores do Hospital de Trauma de João Pessoa participam de palestra sobre a Síndrome do Pânico



Objetivando esclarecer dúvidas e quebrar tabus sobre a Síndrome do Pânico foi realizada no auditório do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena uma palestra sobre a doença. A iniciativa fez parte das ações referente aos trabalhos focado na  saúde do colaborador, desenvolvidas pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmit) da instituição.

Na ocasião, a psicóloga e palestrante, Renata Macena explicou os propósitos da atividade. “Procuramos abordar os sintomas e os procedimentos que o profissional de saúde deve ter ao perceber a patologia nos seus assistidos. Outro ponto que destacamos na palestra é a sensibilização e a conscientização dos trabalhadores sobre o assunto, afinal de contas, o hospital é um lugar que a maioria das pessoas tem fobias”, ponderou.

Segundo a psicóloga do trabalho, Magdeline Lima, a Síndrome do Pânico é uma doença que deve ser entendida e tratada. “A síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente. O profissional de saúde deve entender os sintomas para poder ajudar os seus assistidos ou mesmo algum colega que por ventura venha apresentando os sinais da doença. O diagnostico precoce e o tratamento é fundamental para resgata a qualidade de vida quem sofre dessa patologia”, destacou.

Síndrome do Pânico - A síndrome do pânico é um transtorno que causa crises inesperadas de medo e mal-estar. Para ter uma ideia, de uma hora para outra,  a pessoa cometida pela síndrome começa a sentir palpitação, dor no peito, formigamento nos braços, vontade de sair correndo. É assim que um ataque de pânico se materializa, podendo ainda trazer falta de ar, suor, tontura, ânsia de vômito e dor de cabeça. A doença tem tratamento.