Fale Conosco

18 de agosto de 2011

Codata promove encontro entre coordenadores de TI do Governo



Coordenadores e profissionais de TI de diversos órgãos da Administração Estadual estiveram na sede da Companhia de Processamento de Dados da Paraíba nessa quarta-feira (17), para discutir as demandas da área e o modelo de contratação no setor.

De acordo com o presidente da Codata, George Henriques, a reunião, que deve ser a primeira de muitas, alcançou seu principal objetivo: provocar a interação entre os núcleos de TI de todo Estado. “Estamos trabalhando para promover o diálogo entre os profissionais de TI do Governo do Estado e assim perceber as principais dificuldades no setor. Como componente de TI do Projeto de Governança do Estado, queremos agregar os esforços e então atuar na produção de soluções coletivas, que não sirvam apenas para o órgão A ou B, mas para todos que compõem a Administração Estadual, beneficiando a gestão pública como um todo”.

A declaração do gestor vai ao encontro da política de governança que vem sendo adotada pelo Estado. A Codata, inclusive, já vem trabalhando, com o auxílio de outros órgãos estaduais, no projeto de implantação do Sistema Integrado de Governança do Estado (Sige). Os avanços na integração de sistemas que gerenciam os dados orçamentários, financeiros e administrativos também foram apresentados na reunião de ontem.

Na ocasião, o analista de sistemas Gliberto Martins apresentou aos demais profissionais de TI, um modelo de sistema para Controle de Acesso Único, como mais uma proposta da Codata para ser utilizada no Sige. “A proposta do modelo apresenta robustez e simplicidade, é baseada no conceito de papéis (autorizações de acesso), que pode ser utilizada para a implementação dos controles de acessos dos sistemas de protocolo, almoxarifado e de processos que já estão em uso na Administração Estadual”.

Durante a apresentação, a Gerente de Negócios da Codata, Christhiny Masiero, frisou o caráter de proposta do modelo, enfatizando a abertura da companhia em considerar a validação dos demais representantes das unidades setoriais de TI do Estado. “Mais uma vez, queremos pensar o todo e colocamos a proposta em discussão, estabelecendo o diálogo e a integração como fatores colaborativos na construção dos sistemas corporativos”. Em seguida, os profissionais puderam debater o tema e tirar dúvidas.

Para o presidente George Henriques, este foi o momento mais importante da reunião. “Queremos provocar o diálogo, para integrar as ações. Precisamos trabalhar em bloco para prover a evolução tecnológica da gestão pública. É por isso vamos promover outras reuniões como esta, de forma periódica. A intenção é que aconteça pelo menos uma vez por mês, incorporando-se à agenda de TI do Governo do Estado”, concluiu.