Fale Conosco

11 de setembro de 2009

Codata apresenta nova tecnologia a analistas que atuam no Detran-PB



Os analistas de sistemas da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Paraíba (Codata), que estão à disposição do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), agora vão trabalhar com um novo ambiente computacional, o Natural/Adabas. Durante esta semana, a Companhia promoveu a interação entre os funcionários e os analistas seniores da empresa alemã Software AG, detentora da tecnologia.

Em uma reunião realizada no Centro de Processamento de Dados da Companhia (CPD), os analistas que atuam no Detran tomaram conhecimento de como a nova tecnologia vai influenciar no dia-a-dia do órgão. O gerente de suporte Marcos Alves disse que os analistas vão trabalhar com o que há de mais novo em linguagem de programação. “Com o Natural/Adabas, os trabalhos realizados no Detran ganham mais agilidade, capacidade de armazenamento e processamento de dados, além de versatilidade. Os analistas terão, por exemplo, mais condições de desenvolver novos sistemas e serviços no site do órgão”, informou.

Modernização – A Codata adquiriu a linguagem Natural/Adabas em julho deste ano. Até então, o ambiente computacional utilizado era o mainframe, uma tecnologia considerada ultrapassada. De acordo com o presidente da Companhia, Hipólito Lima, o investimento tornou a Codata uma empresa mais moderna e competitiva.

No acordo com a empresa alemã, se estabeleceu um prazo máximo de um ano para que todo o banco de dados da Codata fosse migrado para o novo ambiente computacional. “Este é um projeto com várias etapas. A reunião de hoje é apenas o primeiro passo”, explicou o diretor técnico da Codata, Fernando Tavares. Segundo ele, todos os clientes da Companhia serão beneficiados pela nova tecnologia. O Detran é apenas o primeiro órgão do Estado a participar da migração.

Três analistas seniores da Software AG estão à disposição para repassar os conhecimentos aos analistas da Codata. Eles vão participar de todo o processo de migração de mainframe para baixa plataforma.

Estímulo – A nova tecnologia deixou os analistas da Codata mais entusiasmados. Agora, eles vão ter mais condições de desenvolver trabalhos com uma qualidade cada vez maior. “A Codata possui excelentes analistas de sistemas, mas as limitações da tecnologia anterior os impedia de mostrar o potencial”, destacou Fernando Tavares.

O gerente de Informática do Detran, Leonardo Malheiros Serpa, também esteve na reunião que aconteceu no CPD e comentou que “é muito bom saber que agora eles vão poder melhorar o atendimento aos clientes”.

Para o presidente da Codata, Hipólito Machado de Lima, esta parceria do Governo do Estado, através da Codata e a Software AG, “é imprescindível para que os recursos públicos sejam tratados de uma forma mais coerente e com mais tranqüilidade. Reescrever sistemas, recriar sistemas, reiniciar, não dá. Não temos tempo, nem condições financeiras para isso. O que temos que fazer é modernizar o que temos e valorizar os nossos funcionários”, concluiu Hipólito.

Karine Tenório, com fotos de Fátima Farias, da Assessoria de Imprensa da Codata