João Pessoa
Feed de Notícias

Clementino Fraga realiza palestras sobre hepatite e vacina servidores

segunda-feira, 23 de novembro de 2009 - 20:50 - Fotos: 

Com a preocupação de aderir à política de valorização da saúde do trabalhador, desenvolvida pelo Governo do Estado, a direção do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, está organizando palestras sobre a origem e as formas de contágio da hepatite e do tétano nestas terça (24) e quarta-feira (25), além de promover um mutirão de vacinação para os funcionários iniciada nesta segunda-feira (23) e que se estende até esta terça (24).
 
As palestras começam às 8h e serão encerradas com um café da manhã. A abertura estará a cargo da diretora do Clementino, Rosineide Renovato Freire, e a programação segue com a coordenadora do ambulatório, Tatiana Rodrigues, abordando o ‘Fluxo de Atendimento’; já o tema ‘Acolhimento’ será conduzido pela psicóloga do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Ana Ayres, que relatará uma experiência do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) em João Pessoa. Na sequência vem a orientação sobre como se faz a ‘Notificação em Hepatite’, ministrada por Carlos César Silva Alves, coordenador do Núcleo de Epidemiologia do Clementino Fraga. Na parte da tarde, a partir das 13h30, haverá a presença dos médicos Francisco de Assis e Francisca Maria Luiz.
 
De acordo com Janaína D’Emery, coordenadora do NEP do Clementino Fraga, responsável pela organização de práticas educativas, “houve a necessidade, após a descentralização do Centro de Orientação e Aconselhamento Sorológico (CTA-COAS), de esclarecer e informar esses novos serviços aos funcionários, para juntos assumirmos novos compromissos e atender às demandas provenientes dessas ações no hospital”.
 
A hepatite é uma doença infecciosa que pode ter várias origens, como por exemplo através de medicamentos, e as virais, sendo essas o principal alvo do hospital para promoção de vacinação. As formas da doença podem estar relacionadas a qualquer tipo de vírus, até mesmo da dengue, febre amarela e os mais específicos, que se disseminam pelo fígado, como hepatite A, B, C, D e E.
 
Segundo o coordenador Carlos César Alves, que está conduzindo o mutirão de vacinação do hospital, desses cinco tipos de manifestação da doença as únicas que podem ser prevenidas através de vacinação são as hepatites A e B. Das duas, apenas a vacina para o tipo B está disponível nos postos de saúde pública e é distribuída gratuitamente à população.
 
“Dos cinco tipos que ocorrem no fígado, as formas de contágio acontecem de forma diferente. A hepatite A, por exemplo, é transmitida através de alimentos e água contaminada por coliformes fecais”, alertou. Em relação ao tétano, ele disse ainda que “não se trata de uma doença causada por vírus e sim por uma bactéria, transmitida através de terra contaminada em contato com ferimentos e por objetos enferrujados, e só pode ser prevenida com a vacina”, finalizou.

 

Da Assessoria de Imprensa da SES