João Pessoa
Feed de Notícias

Clementino Fraga inicia atividades alusivas ao Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose

segunda-feira, 24 de março de 2014 - 16:26 - Fotos: 

A manhã desta segunda-feira (24) foi marcada pelo início das atividades especiais em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose. A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Núcleo de Doenças Endêmicas, organizou, no Complexo Hospitalar Clementino Fraga, um café da manhã para pacientes, além da apresentação simbólica sobre a tuberculose de um grupo de teatro formado por funcionários.

A mobilização começou às 10h e teve como objetivo conscientizar pacientes, funcionários e toda a população a procurar os serviços de saúde, divulgando sinais e sintomas da doença, estimulando a busca ativa pelos profissionais de saúde. “É necessário buscar uma Unidade de Saúde da Família (USF) ou o próprio Clementino Fraga a partir do momento que são verificados alguns sintomas como tosse frequente, vômito, febre. A tuberculose tem cura, o Clementino Fraga é um hospital referência no Estado, os remédios são gratuitos e aqui atendemos toda a população da Paraíba”, orientou a diretora-geral do Complexo Hospitalar Clementino Fraga, Adriana Teixeira, adiantando que muitas vezes, quando recebem alta, os pacientes param o tratamento e a doença torna-se mais resistente. “Uma programação como esta, realizada todos os anos, estimula a continuação e, consequentemente, a cura”, observou.

Severino Galdino dos Santos tem 48 anos, é lavador de carros e é a sétima vez que ele dá início ao tratamento contra a tuberculose. “Eu morava em Guarabira e as condições eram muito precárias. Eu bebia, fumava e ficava muito tempo exposto ao sol. Começou como pneumonia e, em seguida, veio a tuberculose”, contou. Severino garante que, desta vez, vai dar continuidade ao tratamento e, dessa forma, ser curado. “Aqui no Clementino Fraga o tratamento é severo. Cheguei há dois meses com 47kg e hoje já estou com 62kg. Estou me sentindo muito melhor e vou continuar o tratamento até o fim”, assegurou.

De acordo com o pneumologista Beltrão Paiva Castello Branco, o abandono do tratamento é comum e um dos grandes problemas relacionados à tuberculose no Brasil. “A doença é curável em 100% dos casos, desde que os pacientes façam o tratamento regular e que o diagnóstico seja precoce. São quatro comprimidos por dia, durante 6 meses. Depois do sexto mês, esse número desce para dois”, ressaltou. A partir do momento que o paciente abandona o tratamento, ele terá que começar um novo, inclusive, com novos remédios. “Os sintomas voltam da mesma maneira. Identificamos os bacilos sensíveis e resistentes para verificar qual remédio fará efeito. Quando o tratamento é interrompido, o prazo para a cura sobe para de, no mínimo, 9 meses até um ano”, explicou.

Em 2013, foram notificados 1.123 casos novos de tuberculose na Paraíba, o que corresponde a uma taxa de incidência de 29,6 casos por cada 100 mil habitantes, sendo 664 casos bacilíferos, ou seja, os que transmitem a doença. Em 2014, foram notificados 150 casos novos. No Brasil, são 50 milhões de infectados e uma média anual de aproximadamente 100 mil casos novos e 6 mil óbitos pela enfermidade. Cada paciente pulmonar bacilífero (BK+), se não tratado, pode infectar em média 10 a 15 pessoas por ano.

Dia Mundial de Combate à Tuberculose

O Dia Mundial da Tuberculose foi lançado em 1982 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela União Internacional Contra Tuberculose e Doenças Pulmonares.

A data foi uma homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da tuberculose, ocorrida em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch. Este foi um grande passo na luta pelo controle e eliminação da doença que, na época, vitimou grande parcela da população mundial e hoje persiste com oito milhões de doentes e três milhões de mortes anuais.

Programação na Paraíba – Campanha de Luta Contra a Tuberculose

Complexo Hospitalar Clementino Fraga

24/03 (segunda-feira) – Café da manhã para os pacientes e apresentação de grupo de teatro;

25/03 (terça-feira) – Cine pipoca apresentando filme sobre a tuberculose pela manhã;

26/03 (quarta-feira) – Palestra na sala de espera;

- Distribuição de material educativo, apresentação e teatro no Parque Solon de Lucena das 8h às 12h;

27/03 (quinta-feira) – Roda de conversa e lanche para os pacientes em atendimento no ambulatório (período da tarde)

28/03 (sexta-feira) – Visita a escolas, com a realização de palestra e distribuição de material educativo.

Programação do município de Cabedelo

De 24 a 28 de março – Durante a semana será realizada uma mobilização nas Unidades Básicas para busca dos sintomáticos respiratórios.