João Pessoa
Feed de Notícias

Circulandô leva oficinas de arte às cidades de Rio Tinto, Areia e Guarabira

sexta-feira, 9 de outubro de 2015 - 08:50 - Fotos:  Divulgação

Arte e consciência. As duas vertentes estão na base de um trabalho que tem sido feito desde 2013 pelo Centro Estadual de Arte (Cearte) pelo interior do estado, o Circulandô. O trabalho é quase um manifesto artístico. Professores e técnicos entram em um ônibus numa sexta-feira e aportam numa pequena cidade para levar vivências sobre cinema, dança, teatro, modelagem, literatura. O ônibus também serve de ponto de partida para exibir curtas adultos e infantis em pleno sábado à noite, na maior praça da cidade.

O projeto leva oficinas de arte, particularmente de Áudio Visual, Literatura, Dança, Artes Visuais e Teatro às populações do interior do estado. A aceitação tem sido tão proveitosa que o projeto já está indo para a oitava edição. Desde que começou, já foram visitadas as cidades de São Miguel de Itaipu, Salgado de São Felix, Frei Martinho, Bananeiras, São José dos Ramos e Mamanguape. Até dezembro será a vez de Rio Tinto, Areia e Guarabira.

Segundo Odecio Antonio, coordenador do projeto, a intenção é expandir o ensino da arte levando-a para lugares com pouco acesso à cultura. O principal objetivo é capacitar professores do interior do estado, oferecendo oficinas de oito horas.

As oficinas são voltadas, prioritariamente, para professores da rede estadual e municipal das cidades visitadas. Apesar dos professores e multiplicadores serem o público alvo, o projeto também acaba atendendo alunos das escolas públicas. Tudo é feito numa parceria entre Governo do Estado e Prefeituras, em alguns casos envolvendo também as Universidades estadual e federais. Os encontros acontecem aos sábados e domingos. Pela manhã são feitas as oficinas e na noite de sábado acontece a sessão de cinema.

Ao final das oficinas, os professores, que também são artistas, coordenam uma culminância do processo que foi realizado, onde todos os participantes expõem os resultados das vivências. Entre os resultados já foram exibidos pequenos documentários feitos pelos participantes até apresentações artísticas.

A ideia tem feito sucesso entre as cidades. Um dos termômetros disso é a ampliação da fila das cidades que aspiram a visita do Circulandô. Com um logotipo em forma de um ônibus com asas, o Circulandô leva a Arte para o interior do estado, enquanto ajuda aos paraibanos a redescobrirem e ampliarem a imaginação e a criatividade.