Fale Conosco

23 de março de 2018

Circulandô adia para abril ação cultural e oficinas de arte em Picuí



O Projeto Circulandô, do Centro Estadual de Carte (Cearte), teve seu programa para a cidade de Picuí adiado para os dias 6, 7 e 8 de abril. Houve uma alteração também do local onde o programa será realizado: agora na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Professor Lordão. Antes havia sido programado que o Circulandô estaria na cidade já nesta sexta (23) até domingo (25).

Em abril, o projeto aportará na cidade com oficinas de iniciação e aprimoramento das linguagens artísticas nas áreas de Artes Visuais, Dança, Música, Teatro, Audiovisual e Literatura. Além das oficinas, haverá a exibição de curtas metragens paraibanos na Praça Quiosques.

O Circulandô é um dos projetos que compõem o Programa de Extensão do Cearte e faz ações culturais no estado para a interiorização do ensino da arte desde 2013. A equipe é composta por 10 integrantes, e uma das prerrogativas do projeto consiste na circulação dos professores que ofertam as oficinas, daí, também, a escolha do seu nome. Outro objetivo é atrair professores do ensino público para que possam reciclar conhecimentos aprendendo novas técnicas oferecidas nas oficinas.

A primeira edição do Circulandô foi realizada na cidade de São Miguel de Itaipu. “De lá para cá foram 16 edições que estiveram em diversas cidades (às vezes mais que uma vez): São Miguel de Itaipu, Salgado de São Félix, Frei Martinho (duas vezes), São José dos Ramos, Mamanguape, Bananeiras, Guarabira (duas vezes) e Rio Tinto, Mataraca, Sapé, Catolé do Rocha e Lagoa de Dentro. Esta décima sétima edição será na cidade de Picuí”, explica Odécio Antônio, coordenador do projeto.

Em Picuí, serão oferecidas oficinas de Cinema, Canto, Teatro, Dança e Diário Gráfico. Todas serão ministradas nos dias 7 e 8, das 7h30 às 11h30, na Professor Lordão. Já as sessões de cinema ocorrerão no dia 6, também na Escola Professor Lordão, às 19h, e dia 7, às 19h, na praça Quiosques. Os curtas contarão com uma programação infantil e outra para adultos. A programação é formada, principalmente, por curtas paraibanos.

Serviço:

Oficinas oferecidas:

Cinema de Bolso – ministrada por Rodrigo Aragão – público: estudantes de escolas públicas, número de alunos :15-20.

Coral “Canto Nação Cariri” – ministrada por Hildemburgo Hipólito – público: crianças a partir de 10 anos, jovens e adultos, número de inscritos 12.

Oficina Diário Gráfico – ministrada por Maurílio Estrela – público: acima de 14 anos, número de alunos 15.

Teatro – ministrada por Veronica Cavalcanti: público: adolescentes e pré-adolescentes – 11-16 anos, número de alunos 20.

Dança, alongamento e consciência corporal para terceira idade. – ministrada por Ana Marques: Público: melhor idade – a partir dos 50 anos – número de alunos 20.

Sessões de Curtas

Dia 06 – Escola Professor Lordão  – às 19h

Dia 07 – Praça Quiosques – às 19h