João Pessoa
Feed de Notícias

Programação de sábado do Circuito Cultural tem recital, circo e música

sexta-feira, 9 de maio de 2014 - 08:43 - Fotos:  Divulgação

O penúltimo dia do Circuito Cultural, que é realizado no Centro Histórico de João Pessoa, neste sábado (10), abre com o recital “Clave de Sol” de Pedro Soares, Marco di Aurélio e Fernando Pintassilgo, às 19h, no Café São Jorge. A apresentação trará letras e músicas regionalistas e o artista plástico Shiko fará uma parede Interpoética em seguida.

Depois disso o Grupo Raízes, fará cortejo saindo do Café São Jorge e levando o público ao Largo de São Pedro Gonçalves. Nascido no Ateliê Multicultural Elioenai Gomes, em setembro de 2009, o Grupo Raízes é um coletivo de dança e percussão afrobrasileira e indígena, que realiza um trabalho de fortalecimento da cultura popular paraibana. Coco, ciranda, maracatu, samba de roda, ijexá, perré, maculelê, entre outros, compõem o arcabouço de ritmos que estruturam a base do grupo.

Da união entre o palhaço Chumbinho, interpretado por Tarcísio Junior, e a palhaça Mamadeira, interpretada por Viky Iranzi, em 1997, nasceu a família circense Los Iranzi. Com a chegada de Jujuba, interpretada por Luana Iranzi; Espoleta, que ganha vida com Pedro Iranzi; e Cochinha, interpretada por Manuela Iranzi, a trupe ficou completa. O Grupo mantém suas raízes levando a arte aos lugares mais insólitos e carentes de cultura com o intuito de difundir a arte mambembe aos povos.

Circo – Los Iranzi apresentam o espetáculo “Caminhão de Palhaços”, neste sábado, no Largo de São Pedro, às 21h. O trabalho é uma montagem inspirada na tradição do circo brasileiro. Através do palhaço popular e de elementos importantes tais como a pernadepau, malabares, pirofagia, mágicas e canções populares, “Caminhão de Palhaços” compõe uma brincadeira simples, pura e verdadeira, bebendo nas manifestações dos folguedos nordestinos, como o reisado, cavalomarinho e bumba meuboi.

Para fechar a programação do dia, acontece no Espaço Mundo, às 23h, o Baile Muderno, com Chico Correa, Seu Pereira, Furmiga Dub e Débora Malacar. Em 2009, Chico Correa e Seu Pereira começaram um projeto paralelo às suas atividades musicais, atuando num formato de dupla, nomeado “PocketBand”.

Circularam por São Paulo, Brasileia, Petrolina, Olinda, Salvador, Bruxelas, Paris, Utrecht, Antuérpia, Gent, em Festivais e Clubes noturnos. O foco do projeto é música contínua e improvisada. Enquanto Seu Pereira improvisa os temas, atuando como um MC, Chico Correa improvisa nos samples, batidas e maquinário.

Baile Muderno tem agregado diversos convidados em cada edição, já tendo participado Escurinho, Totonho, Zé Guilherme, Alessandra Leão, Caçapa, Ivan santos, Larissa Montenegro, Stephan Buhler, Arthur Pessoa, Pablo Ramirez, Cassicobra, Edy Gonzaga, dentre outros. Neste ano, o projeto teve a adesão de Furmiga Dub, na rabeca, guitarra e ainda como DJ, formando assim a base do evento. Para este sábado, junta-se ao trio, a cantora Débora Malacar, convidada para alguns temas e releituras da música tradicional da Paraíba.

O Circuito Cultural é um projeto realizo pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria do Estado da Cultura, e pelo Movimento Varadouro, que teve início no dia 24 de abril e segue até o domingo, 11 de maio, com atividades gratuitas no Centro Histórico da capital.