Fale Conosco

17 de setembro de 2012

Cinep participa de capacitação para implantar Zona de Processamento de Exportação em Caaporã



O Governo do Estado, por intermédio da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), vai dar mais um passo para a implantação da 1ª Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no município de Caaporã. A partir desta segunda-feira (17), o diretor de Desenvolvimento Econômico da Cinep, Juliano Gorski Antônio, vai participar em Fortaleza (CE) de um treinamento de cinco dias promovido pela Associação Brasileira de ZPES (Abrazpe) e Fédération Mondiale des Zones Franches (Femoza).

O Treinamento Intensivo em Implantação, Gestão e Promoção de Zonas de Processamento de Exportação (ZPES) vai reunir representantes de mais de 20 ZPES brasileiras. O evento termina no próximo dia 21 e tem como objetivo a capacitação de executivos no uso de novas tecnologias que facilitem a gestão de seus empreendimentos. “É uma oportunidade de capacitarmos nossos técnicos para a gestão da atração de investimentos de indústrias com perfil exportador, a fim de alavancar as exportações paraibanas e gerar emprego e renda para o Estado”, explicou Juliano Gorski.

De acordo com a programação do seminário, os participantes terão a oportunidade de conhecer o conceito, histórico, objetivos, padrões internacionais de leis de ZPE. Os treinamentos serão ministrados por renomados profissionais da área, como o presidente da Fédération Mondiale des Zones Franches (Femoza), com sede em Genebra na Suíça, Juan Torrents. Ele é mestre em economia internacional pela Universidade de Barcelona, na Espanha, e reconhecido como um dos maiores especialistas internacionais em zonas francas e zonas de processamento de exportação.

Torrents foi presidente da Zona Franca de Barcelona por mais de 10 anos e também exerceu a presidência da World Economic Processing Zones Association (Wepza) no Estado do Arizona, nos EUA.

ZPE EM CAAPORÃ – A implantação do empreendimento na Paraíba foi discutida em agosto, durante audiência entre o governador  Ricardo Coutinho, o presidente da Associação Brasileiras de ZPES (Abrazpe), Helson Braga, os investidores José Roberto Dias e Alexandre Kafu, do secretário de Estado do Planejamento, Gustavo Nogueira, a presidente e diretor de Desenvolvimento Econômico da Cinep, Margarete Bezerra Cavalcanti e Juliano Gorski Antônio, respectivamente, além de Gualberto Freire, técnico da secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico.

Para a implantação da 1ª etapa da ZPE em Caaporã, está previsto um investimento de mais de R$10 milhões.      Segundo o presidente da Abrazpe, Helson Braga, um total de 24 empreendimentos já foram criados no país e estão em análise pelo Governo Federal. Atualmente mais três projetos, dentre eles, o da Paraíba. “Consideramos muito bem feito e com potencial pela solidez do grupo de investidores e apoio do Governo do Estado. Nós estamos apostando muito nesse projeto”, adiantou.

O presidente da Abrazpe informa que existem mais de 70 Zonas de Processamento de Exportação bem sucedidas em todo o mundo, e pelo cenário atual, graças a contribuição da legislação e disposição do Governo Federal, no Brasil, esse programa tem tudo para dar certo.