Fale Conosco

12 de dezembro de 2012

Cinco municípios concentram cerca de 60% das riquezas do Estado



O cenário econômico dos municípios paraibanos sofreu poucas alterações em 2010, em relação ao ano de 2009. Segundo estudo divulgado pelo Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme) e pelo IBGE, na manhã desta quarta-feira (12), cinco municípios foram responsáveis pela geração de 58,1% das riquezas produzidas no Estado da Paraíba no período.

O relatório sobre as atividades econômicas dos 223 municípios foi apresentado pelo superintendente do Ideme, Mauro Nunes, com a participação do secretário do Planejamento, Gustavo Nogueira; do superintendente adjunto do Ideme, José Jesus; e dos economistas do IBGE e do Ideme, Jorge Souza Alves e Geraldo Lopes, respectivamente.

Segundo o estudo, entre os cinco maiores valores do PIB de 2010 está a cidade de João Pessoa, com 30,7%; seguida por Campina Grande, com 13,6%;  Cabedelo, 7,7%;  e Santa Rita, 3,9%. Os quatro municípios mantiveram suas posições no ranking nos anos de 2009 e 2010. A mudança na classificação registrou-se apenas na quinta posição, que era ocupada pela cidade de Patos em 2009 e foi substituída por Bayeux, em 2010.

Destaque - Tendo como base econômica as indústrias de transformação, Bayeux representou 2,2% do PIB de 2010. A cidade tem se destacado também no setor da construção civil e de transporte e armazenagem. Nesse último setor, a grande movimentação de cargas e de passageiros se atribui ao fato do município abrigar o principal aeroporto do Estado.

Já a cidade de João Pessoa continua como centro dinâmico da economia paraibana, enquanto Campina Grande permanece como entreposto distribuidor para diversas cidades do estado da Paraíba e da própria região Nordeste. O município de Cabedelo se mantém pela dinâmica do comércio, nas atividades imobiliárias e nas indústrias de transformação; e Santa Rita, devido a sua base produtiva, na agropecuária e na indústria.

Entre os municípios paraibanos que registraram os menores valores no PIB em 2010 destacam-se: Quixabá (R$ 9.168 milhões), Areia de Baraúnas (R$ 9.611 milhões), São José do Brejo do Cruz (R$ 9.936 milhões), Amparo (R$ 10.312 milhões) e Parari (com valor de R$ 9.583 milhões). Essas e outras informações sobre o desempenho econômico dos municípios da Paraíba podem ser acessadas pela Biblioteca Online do Ideme, no endereço: www.ideme.pb.gov.br