João Pessoa
Feed de Notícias

Cidade de Pilões recebe rota cultural Caminhos do Frio

sábado, 10 de agosto de 2013 - 08:57 - Fotos:  Secom-PB

Trilhas ecológicas, cachoeiras e visita aos engenhos são algumas das atividades da programação da rota cultural Caminhos do Frio na cidade de Pilões, a partir desta segunda-feira (12), até o domingo, dia 18. A principal atração cultural é o cantor Geraldo Azevedo, que se apresenta no próximo sábado (17), na Praça João Pessoa. O evento conta com o apoio do Governo do Estado e é desenvolvido pelo Fórum de Desenvolvimento Turístico Sustentável do Brejo Paraibano.

A cidade de Pilões, hoje com cerca de sete mil habitantes, já chegou a abrigar 26 engenhos na produção de rapadura, onde a aristocracia rural do final do século XIX construiu casarios que ainda podem ser vistos. Para conhecer esse universo, os turistas podem fazer visitas, na sexta (16) e sábado (17), aos engenhos ‘Olho d’Água’ e ‘Boa-Fé’, duas reminiscências da época.

Flores - Atualmente, Pilões é conhecida como a cidade das flores, cuja produção é a atividade econômica mais importante, com destaque para os crisântemos, rosas e margaridas. Uma das atrações durante o período do Caminhos do Frio será a trilha da floricultura, com visitação às estufas, na manhã do sábado (17), saindo da igreja matriz.

Aventura – No roteiro de Pilões ainda consta a trilha para a Pedra do Espinho, com seus mais de 150 metros de precipício, muito procurada por praticantes do rapel. Os amantes do turismo de aventura também podem fazer a trilha para a cachoeira de Ouricuri, situada dentro de uma floresta – resquício da Mata Atlântica. A água do Rio Araçagi corre por entre árvores e rochedos, formando um conjunto de corredeiras, e embora turva, é de pureza comprovada.

A rota cultural Caminhos do Frio ainda vai passar pelas cidades de Alagoa Nova e Alagoa Grande, encerrando no dia 1º de setembro. A presidente do Fórum de Desenvolvimento Turístico Sustentável do Brejo Paraibano, que agrega todos os municípios do roteiro, Fernanda Melo, acredita que a partir da abertura da rota vários engenhos da região, a exemplo do Olho D’água, em Pilões, que produz mel e rapadura, deverão receber uma grande demanda de turistas.