Fale Conosco

7 de julho de 2011

Ciclo de palestras chega ao Sertão e esclarece dúvidas sobre declarações obrigatórias das empresas



Contadores e empresários dos municípios polo do Sertão da Paraíba terão a oportunidade de esclarecer dúvidas sobre os principais problemas que estão ocorrendo no envio das declarações obrigatórias para as empresas, o Guia de Informação Mensal (GIM) e a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN).

Promovido pelo CRC-PB em parceria com o Sebrae Paraíba, Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Estado (Sescon-PB) e Secretaria de Estado da Receita, o “Seminário sobre inconsistências nas Declarações – GIM e DASN”, será realizado nesta quinta-feira (07) , em Patos e Sousa. Na sexta-feira (08), será a vez dos contadores e dos empresários de Cajazeiras receberem o evento, que vem percorrendo diversos municípios paraibanos em forma de ciclo de palestras.

Em Patos, o evento começa às 14h, no auditório do Sebrae, e conta com as presenças dos auditores fiscais da Receita Estadual João Dantas e Newton Arnould, que ministrarão palestras e debaterão sobre dúvidas nas declarações. Às 19h, será a vez dos contadores de Sousa participarem do evento, ouvindo as orientações dos auditores fiscais. Na sexta-feira (08), o ciclo de palestra será encerrado na cidade de Cajazeiras, às 9h.

O público alvo do seminário, gratuito, serão os contadores da Região. A ausência da correção dos dados enviados pelos contadores à Receita Estadual poderá provocar penalidades às empresas paraibanas que possuem inscrição estadual.

O ciclo de palestra, que foi aberto desde a última segunda-feira (04) já percorreu três cidades do Estado (Guarabira, João Pessoa, Campina Grande).

Para o conselheiro do CRC- PB, Iraúna Rocha, o evento está servindo aos profissionais de contabilidade esclarecer as dúvidas pessoalmente. “O rastreamento da malha fiscal das declarações enviadas nos últimos anos trouxe inconsistência de dados. Isso vem provocando dúvidas sobre quais procedimentos o contador deverá tomar para corrigir, e a melhor maneira que encontramos para alertar e esclarecer a classe contábil e os clientes foi realização de um seminário com a presença do fisco estadual”, comentou.

Segundo o auditor fiscal da Receita Estadual, João Dantas, o seminário aborda as mudanças no processamento e na leitura dos dados fiscais que vêm ocorrendo no fisco estadual e a orienta como as empresas deverão fazer para corrigir as declarações inconsistentes da GIM e da DASN,  prestadas pelos contribuintes para a regularização dos dados.