Fale Conosco

19 de julho de 2011

Chuvas impedem funcionamento de escolas da rede estadual em vários municípios



As fortes chuvas que atingiram a Paraíba causaram a suspensão das aulas em várias escolas da rede estadual. Por falta no abastecimento d’água, por alagamento ou mesmo pela utilização dos prédios para abrigo de desabrigados, as escolas tiveram as aulas suspensas desde a segunda-feira (18). A situação é crítica nas regiões polarizadas por Campina Grande, João Pessoa e Itabaiana, nas outras oito regionais de Educação as aulas ocorrem dentro da normalidade.

Só na Capital, 26 unidades de ensino estão com as aulas suspensas pela falta d’água que atinge alguns bairros. A 1ª Gerência Regional de Educação, com sede em João Pessoa, está fazendo o levantamento da situação nas demais escolas dos 24 municípios que compõem a GRE.

Na 3ª Região de Educação, com sede em Campina Grande, 27 dos 41 municípios da GRE estão com as aulas suspensas nas escolas da rede estadual. Nessas cidades, parte das escolas está sem água para o consumo, alagadas, bem como servindo de abrigo para os desabrigados. A Gerência está com dificuldades para fazer o levantamento do número de escolas sem funcionamento, tendo em vista que esses municípios estão sem comunicação por telefone.

Já na cidade de Itabaiana (Agreste paraibano), o funcionamento das escolas é parcial. Os problemas na 12ª Regional devem-se a alagamentos nos estabelecimentos de ensino e por falta da presença dos alunos da zona rural, que estão impedidos de chegar à sede do município, pelo difícil acesso nas rodovias que ligam a zona rural à zona urbana de Itabaiana.

De acordo com o secretário de Estado da Educação Afonso Celso Scocuglia, o órgão está à disposição para assistência aos gerentes de regionais e diretores das escolas, no sentido de apoiar no que for necessário tanto no que se referes à infraestrutura, como para garantir o funcionamento das escolas e a reposição das aulas para os alunos.