João Pessoa
Feed de Notícias

Chuva de Arte Solidária arrecada 22 toneladas de alimentos

terça-feira, 12 de junho de 2012 - 15:30 - Fotos: 

Foto: Francisco França/Secom-PB

Vinte e duas toneladas de alimentos foram arrecadadas no show “Chuva de Arte Solidária”, realizado nessa segunda-feira (11), no Espaço Cultural, em favor das vítimas da seca na Paraíba. O show beneficente reuniu 11 mil pessoas, que trocaram dois quilos de alimentos não perecíveis pelo ingresso para assistir Chico César, Clã Brasil, Flávio José e Elba Ramalho. A campanha de arrecadação, que culminou com o evento na Praça do Povo, começou dia 4 de junho, com a troca dos alimentos pelos ingressos nas Casas da Cidadania de João Pessoa e Cabedelo.

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, fez o acondicionamento desses alimentos, no Centro Integrado de Cruz das Armas (Cica), e já iniciou o trabalho de triagem e separação em cestas básicas para distribuir entre as famílias prejudicadas pela seca. “A campanha não se encerra por aqui. Esse show é um grito de alerta que os artistas deram e a sociedade atendeu ao apelo”, destacou Walter Aguiar, secretário executivo da Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econômico, uma das instituições organizadoras do “Chuva de Arte Solidária”.

Foto: Walter Rafael/Secom-PB

O Show– Chico César abriu o show mostrando algumas de suas músicas de maior sucesso: Beradêro, Mama África, Mand’ela, A Primeira Vista e Pensar em Você. Ele reverenciou os músicos da terra e o centenário do Mestre Gonzagão. “O paraibano é solidário. Cada uma das pessoas que está aí trouxe dois quilos de alimento. É uma alegria muito grande poder botar todos esses alimentos nos caminhões e levar para quem está precisando”, disse Chico César.

Dando sequência à programação, o grupo Clã Brasil assumiu o palco, tocando mais forró. “Chegamos de viagem, de Campo Formoso (BA), mas fizemos questão de estar aqui hoje para participar dessa noite tão maravilhosa, que está congregando alguns dos melhores artistas da Paraíba em prol de um bem maior que é ajudar as famílias afetadas pela seca. Estamos muito felizes de poder estar participando de tudo isso e estou muito satisfeita porque vi a praça lotada”, destacou a vocalista e sanfoneira do grupo, Lucy Alves.

Foto: Francisco França/Secom-PB

Flávio José, um dos idealizadores do “Chuva de Arte Solidária”, foi a terceira atração da noite. Para ele, o público correspondeu ao apelo do movimento. “Que sirva de exemplo pra outros estados, para outras cidades para que se mobilizem e façam alguma coisa desse tipo. As pessoas atenderam ao chamamento. Com o sucesso dessa festa, vamos poder levar um pouco de ternura para diminuir o sofrimento das pessoas”, concluiu o artista.

Para encerrar a noite do “Chuva de Arte Solidária”, Elba Ramalho começou sua participação embalando os casais na véspera do Dia dos Namorados, com a canção De volta pro meu Aconhego. A cantora disse se sentir honrada em participar dessa mobilização. “Toda a causa social que seja para ajudar, compartilhar das necessidades do mundo, eu estou, porque onde há necessidade deve haver socorro. E nós, artistas, somos parte importante na sociedade, na ação. Não é só esperar que o órgão público faça. A gente precisa fazer para motivar todo mundo a fazer”.

Foto: Walter Rafael/Secom-PB

Situação de emergência – No Estado, existem 195 cidades sofrendo com a seca. Para amenizar o efeito da estiagem, um dos piores dos últimos 30 anos, o Governo do Estado adotou algumas medidas emergenciais como a liberação de R$ 10 milhões de recursos próprios a serem aplicados em ações de assistência à população.

Outras ações foram a aquisição de equipamentos como uma nova perfuratriz, que vai aumentar a capacidade de produção de 30 para 90 poços artesianos por mês, e a isenção do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) de todos os contribuintes paraibanos que comercializam rações animais e matérias-primas para rebanho nos municípios atingidos pela estiagem neste ano de 2012.