João Pessoa
Feed de Notícias

Cesta básica sobe 1,88% em João Pessoa, em dezembro de 2009

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010 - 17:36 - Fotos: 

A cesta básica do pessoense subiu 1,88% em dezembro de 2009 e chegou a R$ 172,43. A alta no custo da alimentação individual foi provocada pelas raízes, que tiveram o preço reajustado em 13,57% em comparação ao mês de novembro do mesmo ano. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (6) pelo Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme).

Os técnicos do Ideme identificaram que um quilo de inhame era vendido a R$ 2,14 em novembro e subiu para R$ 2,49 em dezembro, na Capital paraibana. Isso representa uma variação de 16% no valor do produto entre os dois meses de 2009. “O inhame está em final de safra e, por isso, a oferta do produto é menor aos consumidores”, afirmou o gerente de Informações para o Planejamento do Instituto, Geraldo Lopes.

Legumes – No mês de dezembro, o preço dos legumes também ficou mais caro nas feiras livres e nos supermercados de João Pessoa. A cenoura, por exemplo, aumentou 18% entre novembro e dezembro de 2009. O preço médio de um quilo do produto sofreu elevação de R$ 1,50 para R$ 1,77 no período.

“Também tivemos um aumento de 16% no preço da beterraba e de 13% no jerimum, entre novembro e dezembro. Esses produtos, junto com a cenoura, sofrem forte sazonalidade. Então, a oferta deles diminui em feiras livres e supermercados. Além disso, no final de ano as pessoas consomem mais legumes em função das festas de Natal e Ano Novo”, explicou Geraldo Lopes.

Também contribuíram para o aumento de 1,88% na cesta básica do pessoense: óleo de soja (3,31%), açúcar (3,14%), leite (2,47%), frutas (2,23%), carnes (1,84%), margarina (0,72%) e arroz (0,54%). Esses sete produtos da alimentação básica e mais as raízes e legumes comprometeram 37,07% do salário mínimo do pessoense, em dezembro. “A recomendação é que o consumidor pesquise os preços da alimentação em feiras livres e supermercados para comprar os produtos mais em conta”, orientou Geraldo Lopes.

Em dezembro, o morador de João Pessoa precisou trabalhar mais de 81 horas para comprar a alimentação individual, que custou R$ 172,43 naquele mês. Já o custo para alimentar uma família, composta de quatro pessoas, ficou em R$ 689,48, conforme o levantamento do Ideme.
 

Bartolomeu Honorato, da Assessoria de Imprensa do Ideme